Mercado abrirá em 33 mins
  • BOVESPA

    108.782,15
    -194,55 (-0,18%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.081,33
    -587,31 (-1,14%)
     
  • PETROLEO CRU

    79,22
    +1,98 (+2,56%)
     
  • OURO

    1.768,70
    +13,40 (+0,76%)
     
  • BTC-USD

    16.522,26
    +303,86 (+1,87%)
     
  • CMC Crypto 200

    390,42
    +10,13 (+2,66%)
     
  • S&P500

    3.963,94
    -62,18 (-1,54%)
     
  • DOW JONES

    33.849,46
    -497,57 (-1,45%)
     
  • FTSE

    7.514,05
    +40,03 (+0,54%)
     
  • HANG SENG

    18.204,68
    +906,74 (+5,24%)
     
  • NIKKEI

    28.027,84
    -134,99 (-0,48%)
     
  • NASDAQ

    11.664,50
    +48,25 (+0,42%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5629
    +0,0137 (+0,25%)
     

iPhone dobrável que funciona é construído na China

Rumores que indicam a possibilidade de lançamento de um iPhone dobrável já são divulgados na imprensa há algum tempo, mas um usuário na China colocou o plano em prática antes da Apple com um novo protótipo de tela flexível.

iPhone dobrável construído na China funcionou bem por um tempo (Imagem: YouTube/科技美学)
iPhone dobrável construído na China funcionou bem por um tempo (Imagem: YouTube/科技美学)

O aparelho utilizado como base para o experimento foi uma unidade do iPhone X, modelo apresentado em 2017. Porém, alguns componentes de dobradiça são retirados de um Motorola Razr 5G de 2020.

Para alcançar o resultado desejado, foi necessário retirar algumas camadas da tela OLED do iPhone original, de forma a manter sua relativa flexibilidade. Porém, esta não foi uma tarefa fácil: nada menos que 31 displays foram danificados antes que um funcionasse.

Componentes do Motorola Razr 5G foram utilizados na dobradiça (Imagem: YouTube/科技美学)
Componentes do Motorola Razr 5G foram utilizados na dobradiça (Imagem: YouTube/科技美学)

Alguns componentes essenciais foram instalados na parte inferior do dispositivo, como a placa-mãe e várias peças que são conectadas nela. Foi necessária uma grande revisão da construção interna e cabeamento, em uma organização que traz a bateria na seção superior.

As partes vindas do Motorola Razr 5G foram úteis para que o celular não se dobrasse de forma excessiva, o que danificaria a estrutura física do display imediatamente.

Assim como o modelo original, o protótipo do iPhone dobrável tem o sistema iOS instalado, com basicamente todas as funcionalidades de software já oferecidas pela Apple para o iPhone X.

No total, o processo todo demorou mais de 200 dias para ser completado. Mesmo depois de todo esse trabalho, o smartphone passou a apresentar vincos e bolhas após apenas alguns dias.

iPhone dobrável não deve chegar tão cedo

iPhone dobrável deve ser lançado em um futuro mais distante, com preço alto em comparação com os modelos atuais (Imagem: YouTube/科技美学)
iPhone dobrável deve ser lançado em um futuro mais distante, com preço alto em comparação com os modelos atuais (Imagem: YouTube/科技美学)

De acordo com as informações mais recentes, a Apple não deve apresentar um iPhone que dobra em 2023. Acredita-se que a marca estaria desenvolvendo tecnologias mais aperfeiçoadas, para somente então disponibilizá-las aos consumidores.

Além disso, haveria o receio de uma concorrência interna com os iPhones de tela rígida, já que atualmente eles possuem faixas de preço próximas a modelos dobráveis de concorrentes, como o Galaxy Z Fold 4.

Desta forma, um iPhone dobrável precisaria inaugurar uma nova faixa de preços, provavelmente acima dos US$ 2 mil — cerca de R$ 10 mil em conversão direta.

Antes de apresentar o seu primeiro celular dobrável, a Apple deve lançar um modelo de iPad com tela flexível. Espera-se que este tablet tenha display de proporções mais amplas quando está aberto, para se aproximar do tamanho dos notebooks da marca. A previsão para o lançamento do iPad dobrável é 2024, com o iPhone dobrável chegando apenas no ano seguinte.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: