Mercado abrirá em 7 h 34 min
  • BOVESPA

    111.716,00
    -2.354,00 (-2,06%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.395,94
    -928,96 (-2,01%)
     
  • PETROLEO CRU

    78,33
    -0,41 (-0,52%)
     
  • OURO

    1.643,60
    -12,00 (-0,72%)
     
  • BTC-USD

    18.813,51
    -188,74 (-0,99%)
     
  • CMC Crypto 200

    431,27
    -13,26 (-2,98%)
     
  • S&P500

    3.693,23
    -64,76 (-1,72%)
     
  • DOW JONES

    29.590,41
    -486,29 (-1,62%)
     
  • FTSE

    7.018,60
    -140,92 (-1,97%)
     
  • HANG SENG

    17.863,64
    -69,63 (-0,39%)
     
  • NIKKEI

    26.427,23
    -726,60 (-2,68%)
     
  • NASDAQ

    11.299,00
    -77,75 (-0,68%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,0819
    -0,0157 (-0,31%)
     

iPhone 15 e iPhone 15 Plus devem adotar Dynamic Island, mas nada de ProMotion

Depois da chegada da linha iPhone 14, uma das principais novidades foi a adoção da chamada Dynamic Island nos iPhone 14 Pro e iPhone 14 Pro Max. O largo notch foi embora, e agora o aparelho tem uma pílula no topo da tela. Agora, um novo rumor diz que essa novidade também chegará para os modelos mais simples no ano que vem.

O respeitado analista Ross Young, especializado no mercado de telas, trouxe algumas novidades sobre a futura geração de 2023 dos smartphones da Apple. Segundo ele, um dos grandes destaques dos iPhone 14 Pro e 14 Pro Max, o Dynamic Island é esperado mesmo nos modelos base da geração "15". Ou seja, podemos esperar pela remoção do notch e pela adoção de um furo de pílula na tela dos possíveis iPhone 15 e iPhone 15 Plus, finalmente dando uma repaginada real na parte frontal dos aparelhos mais baratos.

Por outro lado, ele ressalta que a tecnologia LTPO e o ProMotion, nome dado pela Apple para o suporte à taxa de atualização de 120 Hz, não devem aparecer nesses dispositivos. Isso porque a cadeia de suprimentos não deve ser capaz de produzir telas com essas características em volume suficiente para a demanda dos quatro modelos — além dos lançados em gerações anteriores que ainda continuarão sendo vendidos.

Assim, apesar de ganharem um design atualizado, com uma nova parte frontal, algumas funcionalidades devem permanecer específicas da série "Pro" de iPhone. Por fim, em outro tweet, Ross ainda diz que a BOE não deve ser capaz de suprir as necessidades da Apple em 2023, conseguindo produzir telas LTPO na demanda da Maçã apenas em 2024.

Infelizmente, o informante não trouxe nenhuma outra novidade sobre os novos aparelhos. Vale dizer que ele tem uma altíssima precisão, e foi um dos primeiros a dizer que a Gigante de Cupertino manteria o chip A15 Bionic nos iPhone 14 e iPhone 14 Plus, assim como a adoção de uma tela perfurada nos iPhone 14 Pro e iPhone 14 Pro Max. Ou seja, é bem possível que essas informações realmente se confirmem, mas só saberemos no ano que vem.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: