Mercado fechado

iPhone 14 terá tela "always-on" como os celulares Android

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

A tela sempre ligada dos telefones Android, conhecida como Always On Display , é um dos recursos mais comuns no cotidiano das pessoas. No entanto, os iPhones e iPads da Apple não tinham suporte a essa popular funcionalidade. Em 2022, a Apple parece finalmente estar disposta a implementar isso nos seus dispositivos.

É o que afirma o especialista da Bloomberg Mark Gurman, que relatou a mudança em seu boletim Power-On. Segundo Gurman, o iOS 16 terá suporte para uma exibição de tela sempre ativa, embora a mudança não seja compatível com todos os celulares da Maçã.

A tela sempre ligada permite economizar bateria e garante acesso rápido a dados úteis sobre o telefone (Imagem: Reprodução/Samsung)
A tela sempre ligada permite economizar bateria e garante acesso rápido a dados úteis sobre o telefone (Imagem: Reprodução/Samsung)

Isso permitiria aos donos de iPhone checar mais rapidamente informações úteis como o dia e a hora, o percentual da bateria e as notificações recentes. Esse é um sistema de visualização ao qual que os donos de Apple Watch mais recentes já estão adaptados, mas que ainda é inédito no telefone.

Uma das vantagens do recurso é a redução da necessidade constante de desbloqueio do celular para visualizar as informações.. Esse ato de ligar e desligar a tela toda hora pode aumentar o consumo de bateria, além de afetar as telas à longo prazo. O painel no modo "sempre ligado" também tem uma menor taxa de atualização (cerca de 1 Hz), o que também contribui para um baixo consumo de bateria.

Tela sempre ligada no iPhone

Gurman explica que a funcionalidade do Always On Display será exclusiva do iPhone 14 Pro e Pro Max, embora o recurso tenha sido originalmente planejado para a série 13. Resta saber se isto ficará restrito apenas aos modelos mais recentes da gigante de Cupertino, ou se futuramente será algo incorporado ao iOS.

No Android, esse recurso existe há mais de uma década. A tecnologia estreou em smartphones Symbian, da Nokia, entre 2009 e 2010, antes de ser copiada por empresas como Motorola, LG e Samsung anos depois.

É provável que mais detalhes sejam revelados durante a Worldwide Developers Conference 2022 (WWDC), a conferência anual de desenvolvedores da Apple, que será realizada entre os dias 6 e 10 de junho de 2022.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos