Mercado fechará em 6 h 46 min

iPhone 14 Pro enfrenta atraso e modelos não chegam à tempo do Natal

Se você quer comprar um novo iPhone 14 Pro ou 14 Pro Max pelo site oficial da Apple para presentear alguém no Natal, saiba que a empresa enfrenta problemas de disponibilidade em todo o mundo, e seu pacote não deve chegar a tempo para um dos principais feriados do ano. O motivo fica relacionado aos lockdowns em fábricas da China e, possivelmente, à baixa produção do seu mais recente processador, o A16 Bionic.

Acessando o site da Apple e adicionando um iPhone 14 Pro ou 14 Pro Max ao carrinho, vemos que pedidos feitos nesta sexta-feira (18 de novembro) serão entregues apenas em 28 de dezembro. Para determinados fretes, a entrega acontece apenas em janeiro de 2023.

O problema não afeta unidades de armazenamento ou cor dos dispositivos, mantendo a longa previsão de espera de 5 a 6 semanas.

Apple enfrenta atraso no envio de iPhone 14 Pro e 14 Pro Max por conta de lockdowns da covid-19 (Imagem: Captura de tela/Canaltech)
Apple enfrenta atraso no envio de iPhone 14 Pro e 14 Pro Max por conta de lockdowns da covid-19 (Imagem: Captura de tela/Canaltech)

No início de novembro, a Apple veio a público afirmar que "priorizamos a saúde e segurança de nossos funcionários na linha de produção" e, por isso, uma unidade de montagem em Zhengzhou passaria a operar em capacidade "significativamente reduzida".

Tal ação surtiu efeito na disponibilidade dos modelos mais poderosos da linha, enquanto a dupla comum composta pelo iPhone 14 e 14 Plus mantém previsão de entrega em poucos dias ou semanas, dependendo da região.

Problema afeta disponibilidade de novos iPhone 14 Pro e 14 Pro Max com chip A16 Bionic e Dynamic Island (Imagem: Reprodução/Apple)
Problema afeta disponibilidade de novos iPhone 14 Pro e 14 Pro Max com chip A16 Bionic e Dynamic Island (Imagem: Reprodução/Apple)

A falta de disponibilidade do iPhone 14 Pro e 14 Pro Max deve repercutir no lucro trimestral da Apple e impactar negativamente as expectativas de vendas, visto que este é o momento mais propício para a empresa vender seus novos smartphones graças às festas de fim de ano.

Segundo o Bloomberg, a Foxconn deve montar 79 milhões de unidades neste último trimestre de 2022, uma queda expressiva em relação à expectativa inicial de 85 milhões de unidades.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: