Mercado fechará em 2 h 57 min
  • BOVESPA

    118.076,61
    +878,79 (+0,75%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.355,66
    +509,83 (+1,11%)
     
  • PETROLEO CRU

    88,18
    +0,42 (+0,48%)
     
  • OURO

    1.719,80
    -1,00 (-0,06%)
     
  • BTC-USD

    20.094,16
    -150,80 (-0,74%)
     
  • CMC Crypto 200

    457,18
    -5,94 (-1,28%)
     
  • S&P500

    3.764,18
    -19,10 (-0,50%)
     
  • DOW JONES

    30.093,03
    -180,84 (-0,60%)
     
  • FTSE

    6.997,27
    -55,35 (-0,78%)
     
  • HANG SENG

    18.012,15
    -75,82 (-0,42%)
     
  • NIKKEI

    27.311,30
    +190,80 (+0,70%)
     
  • NASDAQ

    11.623,00
    -0,75 (-0,01%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,0922
    -0,0440 (-0,86%)
     

iPhone 14 Pro é quase 15% mais veloz que iPhone 13 Pro Max em novo teste

Depois de um resultado nada animador, o iPhone 14 Pro voltou a vazar no banco de dados do Geekbench 5, desta vez mostrando uma evolução mais marcante em comparação ao antecessor. Com mais de 5.000 pontos no teste multi-core, o dispositivo é quase 15% mais veloz que o iPhone 13 Pro Max, e indica a diferença que veremos entre a série Pro e os modelos padrão deste ano.

Sob o codinome temporário "iPhone 15,2", o iPhone 14 Pro conseguiu atingir 1.887 pontos em single-core e 5.455 pontos em multi-core, assumindo o posto de smartphone mais poderoso a passar pelo Geekbench. Frente ao iPhone 13 Pro Max, que atinge 1.728 pontos com um núcleo e 4.790 pontos com todos os núcleos, o dispositivo é cerca de 10% e 14% superior, respectivamente.

Tratam-se de avanços esperados de uma geração para outra, mas especialmente positivos por contrariar o resultado desanimador encontrado anteriormente, em que o lançamento da gigante de Cupertino se mostrou 5% inferior ao antecessor.

Um dos pontos mais curiosos surgem quando o novo resultado é comparado com o teste vazado na semana passada, protagonizado pelo "iPhone 15,3" — segundo informações postadas pelo usuário do Twitter Siguza, enquanto o 15,2 é de fato o iPhone 14 Pro, o 15,3 refere-se ao iPhone 14 Pro Max. Em teoria, o modelo mais robusto deveria entregar resultados melhores, especialmente frente ao maior espaço disponível para dissipação de calor.

Dito isso, como discutido no momento em que o primeiro resultado foi encontrado, a diferença notável pode ser proveniente de aquecimento prolongado, algo comum após múltiplas rodadas de testes, ou ainda da falta de otimizações que estariam sendo implementadas até o lançamento da família. Independente disso, o vazamento de hoje mostra um cenário mais animador para o chip A16 Bionic, mesmo que a plataforma mostre uma evolução modesta.

Resultado indica diferenças entre iPhone 14 e 14 Pro

Outra questão importante indicada pelo teste é a possível diferença que veremos entre o iPhone 14 e iPhone 14 Plus frente ao iPhone 14 Pro e 14 Pro Max. Neste ano, a Apple deu mais um passo para separar as duas séries de celulares ao limitar o chip inédito aos aparelhos Pro, enquanto os modelos tradicionais receberam a versão mais completa do A15 Bionic, chipset da geração anterior, presente no iPhone 13 Pro Max.

Caso não tragam melhorias gritantes na refrigeração, nem limitem demais a plataforma, ambos os dispositivos base devem oferecer um nível de desempenho similar às variantes avançadas da linha iPhone 13 Pro, sendo assim cerca de 14% inferiores aos integrantes da série iPhone 14 Pro.

O novo teste vazado também pode indicar a diferença de desempenho entre o iPhone 14 e o iPhone 14 Pro, considerando que o modelo mais simples adota o mesmo chip do iPhone 13 Pro Max (Imagem: Divulgação/Apple)
O novo teste vazado também pode indicar a diferença de desempenho entre o iPhone 14 e o iPhone 14 Pro, considerando que o modelo mais simples adota o mesmo chip do iPhone 13 Pro Max (Imagem: Divulgação/Apple)

Se por um lado isso pode ser um bom sinal para quem não pretende investir muito dinheiro nos telefones mais premium, por outro pode ser um problema para quem esperava mais mudanças, e até mesmo para a própria Apple.

Por ser quase idêntico à linha iPhone 13, o iPhone 14 não dá motivo para usuários dos aparelhos mais antigos realizarem o upgrade e, na verdade, pode incentivar alguns usuários a buscarem por ofertas do iPhone 13 Pro e 13 Pro Max, superiores em basicamente todos os aspectos e, mais importante, com preços similares em certas ofertas — ponto que já se reflete nas baixas vendas registradas por analistas.

A família iPhone 14 está em pré-venda no exterior, com disponibilidade prevista para esta sexta, 16 de setembro. Os aparelhos já possuem preços no Brasil, que partem dos R$ 7.599 e atingem assustadores R$ 14.499, mas ainda não há data para estreia por aqui, especialmente diante dos conflitos entre a empresa e o Ministério da Justiça.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: