Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.716,00
    -2.354,48 (-2,06%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.395,94
    -928,98 (-2,01%)
     
  • PETROLEO CRU

    79,43
    -4,06 (-4,86%)
     
  • OURO

    1.651,70
    -29,40 (-1,75%)
     
  • BTC-USD

    18.940,11
    -54,30 (-0,29%)
     
  • CMC Crypto 200

    434,61
    -9,92 (-2,23%)
     
  • S&P500

    3.693,23
    -64,76 (-1,72%)
     
  • DOW JONES

    29.590,41
    -486,27 (-1,62%)
     
  • FTSE

    7.018,60
    -140,92 (-1,97%)
     
  • HANG SENG

    17.933,27
    -214,68 (-1,18%)
     
  • NIKKEI

    27.153,83
    -159,30 (-0,58%)
     
  • NASDAQ

    11.388,00
    -177,50 (-1,53%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,0976
    +0,0649 (+1,29%)
     

iPhone 14 mostra evoluções importantes em teste de resistência

Apresentado no último dia 7, o iPhone 14 acaba de passar pelo teste de resistência extremo do YouTuber Zack Nelson, do canal JerryRigEverything. Apesar de não ser perfeito, ainda apresentando alguns problemas, o dispositivo resistiu com louvor à avaliação, exibindo melhorias significativas em aspectos como tela e principalmente construção frente aos antecessores.

Começando pela região frontal, o celular conta com vidro Ceramic Shield da Apple, que mostra ser ligeiramente mais resistente em comparação ao vidro temperado comum. A placa apresenta apenas leves marcas no nível de dureza 6 da escala Mohs, com riscos realmente aparecendo apenas no nível 7 — uma evolução frente a soluções como o Gorilla Glass, por exemplo.

Mesmo com "classe aeroespacial", o corpo não tem características únicas e traz laterais em alumínio, com 59% sendo composto de material reciclado, o que reduz a pegada de carbono da gigante e colabora para o projeto de "reduzir os impactos ambientais" iniciados com a remoção do carregador na caixa padrão de venda.

O Ceramic Shield do iPhone 14 mostra resistência a riscos superior a vidro temperado comum — note os riscos quase imperceptíveis no nível 6, e as marcas menos intensas no nível 7 (Imagem: JerryRigEverything/YouTube)
O Ceramic Shield do iPhone 14 mostra resistência a riscos superior a vidro temperado comum — note os riscos quase imperceptíveis no nível 6, e as marcas menos intensas no nível 7 (Imagem: JerryRigEverything/YouTube)

Apesar do início positivo com aspectos respeitáveis em outras categorias, as lentes das câmeras são um tropeço: a Apple garante utilizar cristal de safira, extremamente duro e resistente até o nível 8 da escala mohs, mas os testes de Zack mostram a região riscando a partir do nível 6, o que indica se tratar de vidro comum — isso não é necessariamente um problema, mas contradiz as promessas da companhia.

Passando para o teste do isqueiro, o display OLED resiste por 20 segundos quando exposto ao fogo, seguindo o visto em outros smartphones. No entanto, desta vez, o criador de conteúdo vai além ao manter a chama ativa por um período muito maior que o costume. Como resultado, o dispositivo reduz permanentemente o brilho do display, enquanto a região diretamente afetada pelo calor segue danificada mesmo após esfriar.

Idêntico em design, funcionalidade e recursos ao iPhone 13, a ponto de ser chamado de "iPhone 13s" por alguns, o iPhone 14 ganhou um redesign completo dos componentes internos. O objetivo foi permitir que tanto a tela quanto o painel traseiro de vidro pudessem ser removidos, o que facilitará ainda mais os reparos e reduzirá os custos do conserto. Ao que parece, a reorganização teve outros resultados positivos.

Ao sofrer pressão dos dois lados, o aparelho se manteve intacto, nem mesmo apresentando curvaturas como gerações anteriores. O trabalho da Apple no novo modelo garantiu que o iPhone 14 obtivesse uma estrutura mais rígida e resistente, ponto extremamente positivo para o consumidor. No fim das contas, o lançamento resistiu com louvor ao teste, exibindo características muito bem-vindas em áreas como o painel frontal e construção geral.

O iPhone 14 já está à venda no exterior com preço sugerido que parte de US$ 799 (~R$ 4.140). A novidade está confirmada para chegar ao Brasil custando a partir R$ 7.599, mas ainda não possui janela de estreia — o telefone não apenas aguarda certificação da Anatel, como também está envolvido em problemas com a justiça decorrentes justamente da falta de carregador na caixa.

Apple iPhone 14: ficha técnica

  • Tela: Super Retina XDR OLED de 6,1 polegadas, proporção 19,5:9, resolução de 2532 x 1170 pixels, taxa de atualização de 60 Hz, HDR10, Dolby Vision, pico de brilho de 1.200 nits

  • Chipset: Apple A16 Bionic

  • Memória RAM: 6 GB

  • Armazenamento interno: 128 GB, 256 GB ou 512 GB

  • Câmera traseira: 12 MP (Principal, f/1.5, Sensor-Shift OIS) + 12 MP (Ultrawide, f/2.4, 120º)

  • Câmera frontal: 12 MP (f/1.9)

  • Dimensões: 146,7 x 71,5 x 7,8 mm

  • Peso: 172 gramas

  • Bateria: 3.279 mAh com carregamento rápido de 20 W

  • Extras: 5G, Wi-Fi 6, NFC, Bluetooth 5.3, certificação IP68, Face ID, áudio estéreo, UWB, comunicação via satélite, MagSafe com recarga sem fio de 15 W

  • Cores disponíveis: Midnight (preto), roxo, Starlight (branco), azul e vermelho (PRODUCT)RED

  • Sistema operacional: iOS 16

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: