Mercado fechado
  • BOVESPA

    117.380,49
    -948,51 (-0,80%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.683,55
    -126,65 (-0,28%)
     
  • PETROLEO CRU

    52,31
    +0,04 (+0,08%)
     
  • OURO

    1.857,60
    +1,40 (+0,08%)
     
  • BTC-USD

    32.579,78
    +101,81 (+0,31%)
     
  • CMC Crypto 200

    666,67
    +56,68 (+9,29%)
     
  • S&P500

    3.841,47
    -11,60 (-0,30%)
     
  • DOW JONES

    30.996,98
    -179,02 (-0,57%)
     
  • FTSE

    6.695,07
    -20,35 (-0,30%)
     
  • HANG SENG

    29.447,85
    -479,95 (-1,60%)
     
  • NIKKEI

    28.701,80
    +70,35 (+0,25%)
     
  • NASDAQ

    13.435,50
    +74,00 (+0,55%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6547
    +0,0027 (+0,04%)
     

iPhone 13 Pro e Pro Max devem estrear tela OLED de 120 Hz fabricada pela Samsung

Diego Sousa
·2 minuto de leitura

O site sul-coreano The Elec revelou nesta quarta-feira (6) que a Samsung será a responsável pelas novas telas OLED dos futuros iPhone 13 e iPhone 13 Pro Max. Elas serão do tipo LTPO, que suporta taxas de atualização de até 120 Hz, e os novos iPhones estão previstos para setembro deste ano.

De acordo com a publicação, todos os iPhone 13 deste ano manterão o display OLED, mas somente os modelos Pro e Pro Max serão equipados com a tecnologia de baixa temperatura. A Samsung utilizou essa solução pela primeira vez no Galaxy Note 20 Ultra, que possui taxa de atualização de 120 Hz adaptativa, ou seja, consegue alterar a frequência da tela de acordo com o conteúdo a fim de poupar energia.

A LG Display, principal concorrente da Samsung Display no segmento de telas OLED, também havia sido cotada para fornecer os displays do tipo LTPO para os iPhones deste ano, mas essa parceria teria sido adiada para 2022, quando possivelmente todos os modelos do futuro iPhone 14 devem trazer a novidade.

(Imagem: Denis Cherkashin/Unsplash)
(Imagem: Denis Cherkashin/Unsplash)

O objetivo da parceria entre LG e Apple, claro, seria reduzir ainda mais a dependência da Maçã em relação à Samsung. Em 2020, por exemplo, a marca sul-coreana foi a única fornecedora das telas OLED on-cell, mais fina e barata que a OLED tradicional, para os modelos iPhone 12 mini e 12 Pro Max.

Neste ano, espera-se que todas as versões do iPhone 13 tragam a mesma solução, mas não há informações se a Samsung Display permaneceria como única fornecedora. A marca chinesa BOE, que ano passado entrou em negociações com a Apple para fornecer telas OLED aos iPhones, também produz esses tipos de displays e pode ser uma surpresa para 2021.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: