Mercado fechado
  • BOVESPA

    120.933,78
    -180,15 (-0,15%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.072,62
    -654,36 (-1,34%)
     
  • PETROLEO CRU

    63,48
    +0,35 (+0,55%)
     
  • OURO

    1.771,20
    -9,00 (-0,51%)
     
  • BTC-USD

    55.942,53
    +34,30 (+0,06%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.265,65
    -33,31 (-2,56%)
     
  • S&P500

    4.163,26
    -22,21 (-0,53%)
     
  • DOW JONES

    34.077,63
    -123,04 (-0,36%)
     
  • FTSE

    7.000,08
    -19,45 (-0,28%)
     
  • HANG SENG

    29.106,15
    +136,44 (+0,47%)
     
  • NIKKEI

    29.685,37
    +2,00 (+0,01%)
     
  • NASDAQ

    13.894,00
    -135,50 (-0,97%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6746
    -0,0115 (-0,17%)
     

iPhone 13 deve ter leitor de impressões digitais sob a tela, segundo analistas

Gustavo de Lima Inacio
·2 minuto de leitura

A Samsung começou a utilizar a tecnologia de leitura de impressão digital através da tela com a chegada da série Galaxy S10, assim como diversas outras marcas, também na mesma época, em 2019. Desde o lançamento do iPhone X em 2017, rumores citam o uso da biometria sob a tela nos smartphones da Apple, mas a marca insiste desde então no Face ID, sistema de reconhecimento facial 3D. Agora, informações falam que em 2021 a gigante finalmente vai fazer uso dessa funcionalidade.

Não é de hoje que pessoas ligadas à indústria citam que o chamado iPhone 13, que também pode acabar se chamando iPhone 12S no final das contas, irá chegar ao mercado com o Touch ID integrado sob a tela. A informação agora é de quatro analistas da Barclays Research, dizendo que é "provável" que a geração de 2021 tenha essa novidade depois de anos de espera.

Conceito exibe suposto iPhone 12S Pro/iPhone 13 Pro (Imagem: Concept Creator/LetsGoDigital)
Conceito exibe suposto iPhone 12S Pro/iPhone 13 Pro (Imagem: Concept Creator/LetsGoDigital)

Outros rumores já falaram que, apesar de estar nos planos a volta do Touch ID, existe a chance da funcionalidade ser exclusiva dos iPhones 12s Pro (13 Pro) e 12s Pro Max (13 Pro Max), deixando as variantes base, no caso o tradicional e o Mini, de fora.

Essa é uma novidade muito pedida pelos usuários, visto que com a chegada da pandemia, todos tiveram que usar máscaras, que não deixam o Face ID fazer o reconhecimento do rosto, obrigando o usuário a utilizar a senha de acesso para desbloquear o smartphone.

Também é citada uma redução no tamanho do entalhe no topo da tela da nova geração, visto que a empresa pretende fazer mudanças nos componentes, com o objetivo de deixar eles mais "integrados". Além disso, o sensor LiDAR, novidade da atual geração iPhone 12, deve continuar sendo uma função exclusiva da família Pro.

De qualquer maneira, ainda estamos há meses da oficialização dos novos smartphones, que tradicionalmente acontece sempre no mês de setembro de cada ano. No caso dos iPhones 12, ela aconteceu em outubro por conta da pandemia e problemas de produção, mas para os modelos de 2021 é esperado um evento na janela padrão de lançamento.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: