Mercado fechado

iPhone 13 deve ser compatível com a nova banda de conexão Wi-Fi 6E

Felipe Junqueira
·2 minuto de leitura

A Apple não deve deixar a Samsung sozinha na lista de fabricantes com celulares compatíveis com o Wi-Fi 6E este ano. De acordo com um relatório de investidores, o iPhone 13 também deve ter suporte à nova banda de rede móvel mais rápida e estável.

A informação foi obtida pelo site MacRumors, que afirma ter visto um relatório de investidores no qual eles afirmam ter um sentimento “muito negativo” em torno da fornecedora Skyworks. De acordo com o documento, a empresa deve ter bom faturamento pois há uma tendência de vender componentes para os modelos de celular da Apple a serem lançados este ano, incluindo amplificadores de potência para o Wi-Fi 6E.

O relatório também aponta a Broadcom, que já fornece componentes para a Samsung, que lançou o Galaxy S21 com suporte ao Wi-Fi 6 GHz. A Broadcom também tem chance de fornecer chips para a Apple em 2021.

Banda adicional para o Wi-Fi

Não é a primeira vez que investidores apostam em suporte ao Wi-Fi 6E nos celulares da Apple a serem lançados este ano, já que analistas da Barclay haviam indicado essa possibilidade antes. No começo do ano, a FCC (a "Anatel dos EUA") adotou regras para que o espectro de 1.200 MHz da banda 6 GHz possa ser utilizado por modems e roteadores para se juntarem aos 2,4 GHz e 5 GHz como possibilidade de conexão para dispositivos sem fio.

É preciso ter cuidado para não confundir o Wi-Fi 6, já largamente disponível em celulares lançados em 2020, com o Wi-Fi 6E. Enquanto o primeiro opera em frequências compatíveis com modems atuais, utilizando apenas protocolos atualizados que oferecem mais segurança e estabilidade, o segundo configura uma terceira opção de rede Wi-Fi.

Modems e roteadores Wi-Fi atuais operam em duas bandas, o 2,4 GHz e o 5 GHz. Com o Wi-Fi 6E, será adicionada uma terceira, de 6 GHz, o que poderia evitar congestionamento nas ondas de rádio, por exemplo — atualmente, é comum que, em prédios, as redes Wi-Fi de seus vizinhos interferiram nas suas de forma negativa. Já com o Wi-Fi 6E, a expectativa é que os usuários não precisem "disputar" as mesmas ondas.

Espera-se que mais dispositivos compatíveis com o Wi-Fi 6E comecem a chegar às lojas até o meio deste ano. Importante lembrar que será necessário um modem ou roteador com suporte para aproveitar a banda extra.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: