Mercado fechará em 2 h 14 min
  • BOVESPA

    117.128,65
    +898,53 (+0,77%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.809,75
    -236,83 (-0,51%)
     
  • PETROLEO CRU

    87,69
    +1,17 (+1,35%)
     
  • OURO

    1.720,40
    -10,10 (-0,58%)
     
  • BTC-USD

    20.197,81
    +243,79 (+1,22%)
     
  • CMC Crypto 200

    457,75
    -0,66 (-0,14%)
     
  • S&P500

    3.778,31
    -12,62 (-0,33%)
     
  • DOW JONES

    30.257,19
    -59,13 (-0,20%)
     
  • FTSE

    7.052,62
    -33,84 (-0,48%)
     
  • HANG SENG

    18.087,97
    +1.008,46 (+5,90%)
     
  • NIKKEI

    27.120,53
    +128,32 (+0,48%)
     
  • NASDAQ

    11.578,50
    -62,25 (-0,53%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1369
    -0,0310 (-0,60%)
     

iPhone 12: o preço vai abaixar com o lançamento do iPhone 14?

Por muito tempo, o iPhone 11 foi considerado o melhor celular custo-benefício da Maçã. Porém, com a chegada do iPhone 14 se aproximando, a dúvida que se instaura é se o preço do iPhone 12 vai baixar com o anúncio da nova geração, colocando esse celular mais completo no lugar do já “cansado” iPhone 11.

O fato de a Apple estar preparando uma das maiores mudanças visuais em um iPhone nos últimos cinco anos, demonstra que a marca ainda está disposta a inovar. Mesmo que seja em “doses homeopáticas”, a redução significativa do notch dá um renovo bem-vindo no mercado mobile.

Por isso, o aparelho mais recente pode fazer com que o preço do iPhone 12 passe por reajustes. Porém, saber se o valor dele aumentará ou sofrerá redução é uma dura missão, mas a equipe do Canaltech te ajudará a entender o que pode acontecer.

O preço de lançamento do iPhone 12

Quando o iPhone 12 chegou ao Brasil — em novembro de 2020 —, o preço aplicado por esse modelo era bem alto. Afinal, o anúncio do produto no auge da pandemia causada pela Covid-19 impactou negativamente no valor dele até mesmo nos EUA.

Entre os fatores está a crise no mercado de semicondutores. No período em que as fábricas pararam as suas atividades, diversas fabricantes de equipamentos eletrônicos foram afetadas pela falta de material, inclusive a Apple.

Mesmo com o adiamento do anúncio dos iPhones para outubro, a marca não foi capaz de produzir tantos chips A14 Bionic para suprir à demanda. Por isso, o preço mais alto foi uma necessidade para conseguir atender ao público sem expandir absurdamente a fila de espera.

Apesar disso, a gigante de Cupertino conseguiu comercializar o iPhone 12 com 64 GB de armazenamento por US$ 799 nos EUA, e esse valor de acordo com a conversão do dólar na época — R$ 5,58 — era de R$ 4.458. Todavia, o preço cobrado pela Apple quando o aparelho desembarcou no Brasil era relativamente maior.

O iPhone 12 foi anunciado por US$ 799 (Imagem: Ivo/Canaltech)
O iPhone 12 foi anunciado por US$ 799 (Imagem: Ivo/Canaltech)

A chegada ao Brasil fez o preço surpreender

Seguindo o seu histórico negativo no que diz respeito ao preço dos seus celulares no Brasil, a Apple lançou o iPhone 12 por R$ 7.999 aqui no país. O valor exorbitante cobrado pela versão com 64 GB de armazenamento interno gerou reclamação por parte dos usuários.

Afinal, é um acréscimo de 1000% quando comparado com o preço cobrado em solo norte-americano. Mesmo que seja necessário elevar o valor do smartphone para garantir o lucro da marca, não há justificativas plausíveis para o preço que a empresa aplica aqui no país, pois já temos um dos iPhones mais caros do mundo.

Todavia, esse montante representa o repasse para quem comprava o iPhone 12 no site oficial da empresa. Já nas varejistas, as condições especiais na hora da compra, junto com os descontos, faziam com que o preço final seja menor.

Como ponto positivo, esse valor inicial não é mais cobrado pelo iPhone 12 em 2022, que está por volta de R$ 6.499 no site da marca. A vantagem disso é que o celular está mais acessível para aqueles que sejam usar um produto da marca sem gastar muito para tal.

Oscilação no preço do iPhone 12 registrada pelo Zoom (Captura: Jucyber/Canaltech)
Oscilação no preço do iPhone 12 registrada pelo Zoom (Captura: Jucyber/Canaltech)

O preço do iPhone 12 vai abaixar mais?

Considerando os preços atuais, é um pouco complicado “bater o martelo” de que o iPhone 12 será a versão ideal para se comprar, mesmo com o lançamento do iPhone 14. De qualquer forma, é necessário manter a esperança dos usuários viva.

É óbvio que o produto passará por um reajuste para que o valor dele seja menor. E esse processo foi realizado com o iPhone 11 quando o iPhone 13 chegou ao mercado. Levando em conta a estratégia da Apple de sempre manter o modelo principal de duas gerações atrás à venda em seu site oficial, o 12 será o novo custo-benefício da marca.

Todavia, o iPhone de 12ª geração é a última opção da fabricante a contar com uma versão que traz 64 GB de espaço interno. Com isso, não é surpresa que o público prefira pagar um pouco mais pelo iPhone 13 por ter 128 GB de armazenamento como a alternativa mais “barata”, além de possuir câmeras mais avançadas.

Mas, voltando ao iPhone 12, o modelo de 64 GB já chegou a aparecer por R$ 3.624 em sites de varejistas brasileiras. E, comparando ao preço de lançamento, isso representa uma queda de 55% desde o início da sua venda no país.

iPhone 12 pode receber queda no preço (Imagem: Ivo/Canaltech)
iPhone 12 pode receber queda no preço (Imagem: Ivo/Canaltech)

Entretanto, mesmo com diversas ofertas, houve um aumento inesperado nesse celular. Desde que a Apple confirmou a data de anúncio do iPhone 14, o 12 se manteve com o valor estável no site oficial, mas voltou a subir no varejo.

Com isso, o preço promocional médio passou a ser de R$ 4.249, que é uma elevação de 17% em relação à última queda registrada no site Zoom. Na prática, isso significa que, nesse momento, a fabricante está cobrando mais pelo produto.

Existem duas possibilidades para isso! A primeira é de que o iPhone 12 terá a sua produção encerrada no anúncio do iPhone 14, e isso fará com que o atendimento da demanda seja reduzido e, consequentemente, a elevação seria uma forma de conter a procura por ele.

A segunda probabilidade é de que a queda no preço após 7 de setembro será significativa, e esse aumento momentâneo ajudaria a “obrigar” o público a esperar por ofertas melhores. Além disso, o valor superior poderia reduzir as expectativas em relação ao que está por vir, sempre partindo do princípio de que podemos ser surpreendidos positivamente.

Sendo assim, é necessário esperar pelo lançamento do iPhone 14 aqui no Brasil para saber o que a Apple está planejando com o iPhone 12. Mas, é importante manter a esperança de ele ter uma redução de preço sim, principalmente considerando o histórico da empresa com os celulares mais “baratos” da sua linha mais vendida.

Se interessou pelo iPhone 12? Então confira o link que separamos para você!

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: