Mercado fechado
  • BOVESPA

    125.052,78
    -1.093,88 (-0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.268,45
    +27,94 (+0,06%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,17
    +0,26 (+0,36%)
     
  • OURO

    1.802,10
    -3,30 (-0,18%)
     
  • BTC-USD

    33.715,89
    +1.269,88 (+3,91%)
     
  • CMC Crypto 200

    786,33
    -7,40 (-0,93%)
     
  • S&P500

    4.411,79
    +44,31 (+1,01%)
     
  • DOW JONES

    35.061,55
    +238,20 (+0,68%)
     
  • FTSE

    7.027,58
    +59,28 (+0,85%)
     
  • HANG SENG

    27.321,98
    -401,86 (-1,45%)
     
  • NIKKEI

    27.548,00
    +159,80 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.091,25
    +162,75 (+1,09%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1216
    +0,0014 (+0,02%)
     

iPhone 12 chega a 100 milhões de unidades vendidas em apenas sete meses

·2 minuto de leitura

O iPhone 12 tem tudo para superar o número de unidades vendidas do iPhone 6 durante seu primeiro ano nas lojas. A mais nova geração da Apple superou as expectativas e chegou à marca de 100 milhões de unidades vendidas nos primeiros sete meses.

De acordo com a Couterpoint Research, a geração atual precisou de cerca de dois meses a menos que a anterior, lançada em 2019, para atingir tal marca, e garantiu à Maçã a liderança da lista de empresas que mais faturam com celulares, apesar de a Samsung ainda totalizar volume de vendas maior, já que a sul-coreana lidera graças a modelos mais acessíveis.

A marca é ainda mais expressiva ao considerar que o lançamento foi feito em meio a uma pandemia, momento em que a economia global arrefeceu, e muitas famílias pararam de gastar ou focaram os gastos em outras coisas, como equipamentos para trabalhar em casa. E mais: fica próxima da quantidade de vendas do iPhone 6, primeiro superciclo da companhia e geração mais vendida até hoje.

(Imagem: Reprodução/Counterpoint)
(Imagem: Reprodução/Counterpoint)

Ou seja, ainda dá tempo de ultrapassar as 250 milhões de unidades vendidas nos primeiros 12 meses desde o lançamento, como já previsto pelo analista da Wedbush, Dan Ives. O iPhone 6, lançado em 2014, atraiu muitos consumidores ao adotar telas de tamanhos maiores, com 4,7 polegadas e 5,5 polegadas. Agora, o iPhone 12 faz sucesso principalmente por ser o primeiro celular da Maçã a oferecer conectividade 5G.

Procura pelo maior e melhor dos quatro

Diferente de outras gerações, o iPhone 12 Pro Max foi o modelo que fez maior sucesso entre os quatro lançamentos da Apple no segundo semestre de 2020. O celular foi responsável por 29% das mais de 100 milhões de unidades vendidas, um aumento de quatro pontos percentuais para os 25% no iPhone 11. E isso com um aparelho a mais.

iPhone 12 Pro Max foi o campeão de vendas do quarteto (Imagem: Ivo/Canaltech)
iPhone 12 Pro Max foi o campeão de vendas do quarteto (Imagem: Ivo/Canaltech)

Por esse motivo, a Counterpoint Research apontou que as receitas entre as duas gerações também aumentaram cerca de 22% nos primeiros sete meses desde o lançamento. Os consumidores nos Estados Unidos foram os que mais compraram o modelo maior da série, sendo responsáveis por 40% do total até abril.

Outros fatores para o sucesso de vendas da série iPhone 12 apontados pela firma de análise de mercado são o momento, já que o iPhone 11 pegou a pior fase da pandemia em seus primeiros sete meses de mercado, e o fato de muitos consumidores terem segurado o upgrade no ano passado para economizar ou mesmo para aproveitar a chegada do 5G ao dispositivo da Apple.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos