Ipea vê economia em recuperação no último trimestre

Os primeiros números referentes à atividade econômica do quarto trimestre indicam que a economia está em recuperação, na avaliação de pesquisadores do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). Na "Carta de Conjuntura" de dezembro, lançada na manhã desta quarta-feira pelo instituto no Rio, são citados a alta na produção física da indústria em outubro (0,9% em relação a setembro, na série dessazonalizada) e o crescimento da produção industrial na comparação com o mesmo mês do ano anterior (2,3%).

"Os números sugerem que o setor já superou seu pior momento, mas certamente ainda há um bom caminho a percorrer para solidificar a recuperação", diz a síntese do documento. A superação do pior momento já se deu no terceiro trimestre. Os pesquisadores do Ipea destacaram que o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB), de 0,6% no terceiro trimestre ante o período imediatamente anterior, apesar de menor que o projetado, foi o maior desde o primeiro trimestre de 2011.

A "Carta de Conjuntura" destaca ainda que o mercado de trabalho parece ter sido pouco afetado pelo ritmo fraco da atividade. "A taxa de desemprego atingiu 5,3% em outubro último, o nível mais baixo para o mês desde o início da série, em 2002. A geração de empregos formais, embora em desaceleração, já alcançou a marca de 1,1 milhão de empregos até outubro, e os salários reais continuam obtendo ganhos significativos", diz o documento.

Carregando...