Mercado fechado
  • BOVESPA

    128.405,35
    +348,13 (+0,27%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.319,57
    +116,77 (+0,23%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,50
    +0,46 (+0,65%)
     
  • OURO

    1.763,90
    -10,90 (-0,61%)
     
  • BTC-USD

    35.588,14
    -2.564,80 (-6,72%)
     
  • CMC Crypto 200

    888,52
    -51,42 (-5,47%)
     
  • S&P500

    4.166,45
    -55,41 (-1,31%)
     
  • DOW JONES

    33.290,08
    -533,37 (-1,58%)
     
  • FTSE

    7.017,47
    -135,96 (-1,90%)
     
  • HANG SENG

    28.801,27
    +242,68 (+0,85%)
     
  • NIKKEI

    28.964,08
    -54,25 (-0,19%)
     
  • NASDAQ

    14.103,00
    -62,50 (-0,44%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0361
    +0,0736 (+1,23%)
     

Ipea passa a ver inflação pouco acima da meta em 2021

·2 minuto de leitura
Moedas de um real são dispostas. 15/10/2010. REUTERS/Bruno Domingos.

Por Rodrigo Viga Gaier

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) passou a estimar a inflação neste ano em 5,3%, de 4,6% antes, ligeiramente acima do teto da meta do Banco Central.

O centro da meta para a alta do IPCA em 2021 é de 3,75%, com margem de tolerância de 1,5 ponto percentual para mais ou para menos.

Segundo o Ipea, apesar da expectativa de uma inflação menor nos próximos meses, até por conta de um efeito estatístico, o aumento dos preços no começo deste ano ficou acima das expectativas, forçando uma revisão na projeção para 2021.

"Em que pese a expectativa de que, no segundo semestre, verifique-se um recuo significativo nas taxas de variação acumuladas em 12 meses, até por conta da mudança da base de comparação, o desempenho recente pior que o esperado anteriormente motivou a elevação da projeção para o IPCA em 2021“, explicou Ipea em relatório de conjuntura divulgado nesta segunda-feira.

A estimativa do órgão é de que as comodities --responsáveis em parte pela pressão inflacionária nos últimos meses-- e o câmbio não devem subir a níveis significativamente acima dos atuais nos meses seguintes. A pressão maior virá dos preços monitorados pelo governo.

"Observa-se que o principal fator responsável pela aceleração projetada para a inflação em 2021 está relacionado à trajetória dos preços monitorados. Por certo, embora esse comportamento altista dos preços monitorados já fosse, de certa forma, esperado, dado o represamento de reajustes no ano passado, a magnitude desse processo vem surpreendendo", completou o Ipea.

De acordo com o instituto, no primeiro quadrimestre de 2021 os monitorados subiram 4,7%, impactados sobretudo pela alta de 21,2% da gasolina. Com isso, o Ipea revisou a projeção para a inflação de monitorados em 2 pontos percentuais, de 6,4% para 8,4%.

“A inflação brasileira foi fortemente afetada pelos preços dos monitorados como gasolina, gás e remédios. Essa surpresa inflacionária gerada pelos monitorados no início do ano fez com que o grupo de conjuntura do Ipea revisasse a previsão para os monitorados e para o IPCA", disse à Reuters a pesquisadora do Ipea Maria Andréia Parente Lameiras.

O instituto prevê, ainda, impactos inflacionários de reajustes nas tarifas de transporte público e uma alta mais expressiva da energia elétrica diante do maior uso de energia térmica para preservar os níveis dos reservatórios das hidroelétricas.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos