Mercado fechado

Inflação recua e fica negativa em 0,04% em setembro, menor índice desde 1998

Bruno Villas Bôas
Foto: Getty

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) registrou deflação de 0,04% em setembro, após alta de 0,11% um mês antes, informou nesta quarta-feira o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). É o menor índice para o mês desde 1998 (-0,22%).

SIGA O YAHOO FINANÇAS NO INSTAGRAM

O resultado ficou abaixo da mediana das projeções de 41 analistas consultados pelo Valor Data, que previam 0,04% de aumento no período. O intervalo das estimativas ia de baixa de 0,03% a avanço de 0,18%.

Leia também

Pelo indicador acumulado em 12 meses, o IPCA desacelerou a alta para 2,89% em setembro, abaixo dos 3,43% acumulados até agosto deste ano. Os analistas consultados pelo Valor Data esperavam desaceleração desse indicador para 2,98%.

Com a leitura de setembro, o índice acumulado em 12 meses ficou abaixo de 3% pela primeira vez desde maio de 2018 e próximo do piso da meta de inflação deste ano, de 2,75% — o centro da meta é 4,25%, com margem de 1,5 ponto percentual, para mais ou para menos.

No ano, o IPCA acumula alta de 2,49%.

O IPCA é calculado com base em uma cesta de consumo típica das famílias com rendimento um a 40 salários mínimos, abrangendo dez regiões metropolitanas, além dos municípios de Goiânia, Campo Grande, Rio Branco, São Luís, Aracaju e Brasília.