Mercado abrirá em 2 h 31 min
  • BOVESPA

    121.801,21
    -1.775,35 (-1,44%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.195,43
    -438,48 (-0,85%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,48
    +0,33 (+0,48%)
     
  • OURO

    1.814,90
    +0,40 (+0,02%)
     
  • BTC-USD

    38.120,13
    +296,95 (+0,79%)
     
  • CMC Crypto 200

    942,38
    +15,62 (+1,68%)
     
  • S&P500

    4.402,66
    -20,49 (-0,46%)
     
  • DOW JONES

    34.792,67
    -323,73 (-0,92%)
     
  • FTSE

    7.121,24
    -2,62 (-0,04%)
     
  • HANG SENG

    26.204,69
    -221,86 (-0,84%)
     
  • NIKKEI

    27.728,12
    +144,04 (+0,52%)
     
  • NASDAQ

    15.114,50
    +41,00 (+0,27%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1211
    +0,0028 (+0,05%)
     

IPCA-15 acelera para 0,83% em junho, sob impacto de gasolina e energia elétrica

·1 minuto de leitura

BRASÍLIA (Reuters) - O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15), subiu 0,83% em junho, após alta de 0,44% no mês anterior, impulsionado pelos preços mais altos da gasolina e da energia elétrica, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta sexta-feira.

Em 12 meses, a prévia da inflação oficial acumulou alta de 8,13%, bem acima do teto da meta do governo para o ano, que é de 5,25%.

Os números vieram em linha com pesquisa da Reuters, que apontou alta de 0,86% para o mês e de 8,17% para o ano.

Segundo o IBGE, mais de um terço da taxa de junho foi derivada das altas na gasolina e na energia elétrica, que contribuíram cada uma com 0,17 ponto percentual, nos maiores impactos individuais.

Em junho de 2020, o IPCA-15 registrou alta de 0,02%.

(Por Isabel Versiani)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos