Mercado fechado

IPC-Fipe acelera alta para 0,44% na terceira medição de novembro

Valor

Despesas pessoais e alimentação contribuíram para a aceleração do indicador no período A inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (IPC-Fipe) na cidade de São Paulo marcou 0,44% na terceira quadrissemana de novembro, após se situar em 0,26% na medição anterior.

O resultado no período foi puxado pelos grupos alimentação, que passou de 0,11% para 0,71% de aumento entre a segunda e a terceira leitura do penúltimo mês de 2019, e despesas pessoais, que foram de 1,27% para 1,63% de elevação. Juntos, os dois grupos foram responsáveis por quase 0,4 ponto percentual da alta na terceira prévia.Também pressionou o IPC-Fipe o grupo vestuário, que saiu de avanço de 0,07% para 0,14%.

Em contrapartida, em três categorias de gastos os preços perderam força: transportes (0,25% para 0,24%), saúde (0,62% para 0,51%) e educação (0,01% para zero). Habitação também ajudou a conter a aceleração do IPC-Fipe, ao aprofundar a deflação de 0,08% para 0,11%.