Mercado abrirá em 4 h 33 min
  • BOVESPA

    118.328,99
    -1.317,41 (-1,10%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.810,21
    -315,50 (-0,70%)
     
  • PETROLEO CRU

    52,45
    -0,68 (-1,28%)
     
  • OURO

    1.861,00
    -4,90 (-0,26%)
     
  • BTC-USD

    31.465,71
    +897,99 (+2,94%)
     
  • CMC Crypto 200

    623,20
    +13,21 (+2,17%)
     
  • S&P500

    3.853,07
    +1,22 (+0,03%)
     
  • DOW JONES

    31.176,01
    -12,37 (-0,04%)
     
  • FTSE

    6.715,42
    -24,97 (-0,37%)
     
  • HANG SENG

    29.442,02
    -485,74 (-1,62%)
     
  • NIKKEI

    28.631,45
    -125,41 (-0,44%)
     
  • NASDAQ

    13.351,25
    -44,25 (-0,33%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5080
    -0,0004 (-0,01%)
     

IPC-S acelera alta a 0,49%, puxado por carne bovina

Valor

Índice acumula altas de 3,31% no ano e 3,61% em 12 meses A inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor - Semanal (IPC-S) acelerou a 0,49% na quarta quadrissemana de novembro, de alta de 0,25% na medição anterior. Com a alta, o IPC-S acumula 3,31% no ano e 3,61% em 12 meses. Seis das oito classes de despesa pressionaram a inflação na última semana de novembro. A maior contribuição partiu do grupo alimentação (0,06% para 0,42%), puxado por carnes bovinas, cuja taxa passou de 4,37% para 8,00%. Também registraram acréscimo os grupos habitação (0,23% para 0,50%), despesas diversas (1,98% para 3,14%), educação, leitura e recreação (0,29% para 0,59%), transportes (0,23% para 0,33%) e comunicação (0,01% para 0,14%). Em contrapartida, o grupo vestuário (0,30% para 0,26%) apresentou recuo, enquanto o grupo saúde e cuidados pessoais repetiu a alta de 0,26% registrada na apuração anterior.