Mercado fechado
  • BOVESPA

    122.038,11
    +2.117,11 (+1,77%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.249,02
    +314,12 (+0,64%)
     
  • PETROLEO CRU

    64,82
    -0,08 (-0,12%)
     
  • OURO

    1.832,00
    +0,70 (+0,04%)
     
  • BTC-USD

    58.081,37
    -770,84 (-1,31%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.480,07
    +44,29 (+3,08%)
     
  • S&P500

    4.232,60
    +30,98 (+0,74%)
     
  • DOW JONES

    34.777,76
    +229,26 (+0,66%)
     
  • FTSE

    7.129,71
    +53,54 (+0,76%)
     
  • HANG SENG

    28.610,65
    -26,85 (-0,09%)
     
  • NIKKEI

    29.357,82
    +26,42 (+0,09%)
     
  • NASDAQ

    13.715,50
    +5,75 (+0,04%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3665
    -0,0001 (-0,00%)
     

iOS não é a maior fonte de receita do Fortnite para a Epic Games

André Pierre Lindsay Georges
·2 minuto de leitura
iOS não é a maior fonte de receita do Fortnite para a Epic Games
iOS não é a maior fonte de receita do Fortnite para a Epic Games

Em meio aos processos judiciais envolvendo a Epic Games e a Apple, um relatório recente apontou que o iOS não é a maior fonte de receita para a desenvolvedora do Fortnite. Aliás, é uma das menores deste ano. Dessa forma, antes do game ser banido do App Store, a Epic teria feito mais US$ 700 milhões em receita com os usuários de iOS durante os dois anos em que o jogo estava listado no serviço de aplicativos da Apple.

No ano passado, os documentos diziam que o PS4 já era a maior fatia do gráfico com 40 % da receita, acompanhado pelo Xbox One com 24 %, enquanto o iOS já possuia a menor receita com 5,8 %. O líder de receitas para a Epic Games com o Fortnite é o Playstation 4, seguido pelo concorrente da mesma geração, o Xbox One. Segundo os novo documentos revelados pelo The Verge recentemente, mostram que “o PlayStation 4 gerou 46,8 % da receita total da Fortnite de março de 2018 a julho de 2020, enquanto o Xbox One, a segunda maior plataforma, gerou 27,5 %. iOS ficou em quinto lugar, com apenas 7 % da receita total. Os 18,7 % restantes seriam divididos entre Android, Nintendo Switch e PCs”.

Com isso, não surpreende que a maior parte de receita do Fortnite não está nos dispositivos móveis (Android e iOS), mas sim nos consoles da Sony e da Microsoft. Curiosamente, tanto a Apple quanto o Google (responsável pelo sistema Android) tiveram problemas com processos judiciais recentes com a Epic Games. E esses documentos liberados agora, podem ajudar de alguma forma a desenvolvedora do Fortnite no julgamento contra a Apple. Mas, alguns especialistas dizem que “ao contrário do que diz a Epic, a App Store e o iPhone competem com outros smartphones, tablets, PCs e até mesmo consoles de jogos”.

Via 9 to 5 mac

Imagem: Joshua Hoehne/Unsplash/CC