Mercado fechado

iOS 16 já está disponível; confira as principais novidades

A Apple acaba de liberar para todos os usuários a versão final estável do iOS 16. Desde as 14h desta segunda-feira (12), os donos de iPhones do mundo inteiro começaram a receber notificações para instalar o novo software da companhia, que traz um conjunto de melhorias com foco na experiência de uso.

O sistema operacional foi apresentado em junho e desde então passou por mais de 10 versões (1 beta fechado, 8 betas abertos e uma Release Candidate) até chegar ao atual patamar. A jornada envolveu a adição de novos recursos e ferramentas, mas principalmente a melhoria da estabilidade após a remoção dos bugs.

Antes de atualizar, lembre-se de fazer um backup dos seus dados, fotos e vídeos, porque isso evita problemas em caso de falhas no update. É importante estar em um local com Wi-Fi rápido para a transferência ser mais rápida (e não consumir seu pacote de dados inteiro) e acesso à tomada, caso a bateria fique baixa durante o download.

O que mudou no iOS 16?

O iOS 16 é considerado uma atualização modesta em termos de renovações estruturais do sistema, mas é uma das mais notáveis do ponto de vista gráfico para o usuário. Isso ocorre porque a maioria dos ajustes foca na experiência das pessoas, com mais liberdade para definirem a aparência do software.

Confira as principais mudanças do iOS 16:

Tela de bloqueio personalizável

O relógio poderá ficar ajustado atrás da imagem principal do seu papel de parede (Imagem: Reprodução/Apple)
O relógio poderá ficar ajustado atrás da imagem principal do seu papel de parede (Imagem: Reprodução/Apple)

A principal adição é a tela de bloqueio personalizável e mais inteligente. As pessoas poderão mudar fontes e cores, trocar o relógio, incluir widgets, além de conferir as atividades ao vivo dos apps, como resultados de partidas esportivas ou de corridas no Uber.

A Apple costuma ser bem conservadora quanto à personalização do iOS, portanto uma adição como esta é considerada uma baita evolução. Com a ferramenta, cada pessoa deve ter uma tela própria única, que vai além da mera troca do fundo de tela.

Modo Foco

O Modo Foco será um aliado de quem estuda e trabalha (Imagem: Captura de tela/Thiago Furquim/Canaltech)
O Modo Foco será um aliado de quem estuda e trabalha (Imagem: Captura de tela/Thiago Furquim/Canaltech)

O Modo Foco foi introduzido no iOS 15, mas ganhará maior protagonismo no iOS 16. Saber usá-lo é essencial para o usuário se concentrar no que é importante, evitando distrações durante a escola ou em reuniões na firma. Trata-se de uma evolução do modo Não Perturbe, mas vai além de reduzir notificações, porque permite estabelecer parâmetros adaptáveis à sua rotina diária.

Você pode impedir o recebimento de alertas sobre jogos e aplicativos pessoais de bate-papo durante o horário de trabalho ou de estudo, por exemplo, assim como evitar avisos de trabalho durante o seu descanso no final de semana. É possível programar dia e hora para executar a filtragem automatizada das ações, conforme a sua necessidade.

Bateria no Status e tela de bloqueio

O percentual da bateria pode ser visualizado em novos locais no iOS 16, além da tela inicial (Imagem: Guadalupe Carniel/Unsplash)
O percentual da bateria pode ser visualizado em novos locais no iOS 16, além da tela inicial (Imagem: Guadalupe Carniel/Unsplash)

Uma das novidades do iOS 16 é a possibilidade de colocar a porcentagem da bateria na barra de status e na tela de bloqueio. Até então, este recurso era exclusivo da tela inicial, onde ficam posicionados os atalhos dos aplicativos e jogos.

O medidor exibido em novos locais vai facilitar na identificação de quando a energia está baixa mais facilmente. Não virá configurado de fábrica, portanto você deverá fazer a ativação manual assim que o sistema estiver liberado.

Always-on Display

O recurso manterá a tela de bloqueio sempre ativa, mas com gasto de bateria muito reduzido (Imagem: Reprodução/Apple)
O recurso manterá a tela de bloqueio sempre ativa, mas com gasto de bateria muito reduzido (Imagem: Reprodução/Apple)

A tela sempre ligada é um recurso antigo do Android, mas que chega com pompa no iOS 16. Isso porque esse recurso será exclusivo dos modelos mais recentes dos celulares da Apple, compatível apenas com o iPhone 14 Pro e iPhone 14 Pro Max — os aparelhos virão com uma tela especial programada para rodar a função com gasto energético reduzido.

O display "Always-on" reduzirá o brilho e taxa de atualização para tela para apenas 1hz para garantir a economia da bateria. Em vez de ficar ligando a tela para ver notificações, hora e outras informações úteis, o usuário poderá apenas olhar para o visor escurecido.

Dynamic Island

A Apple decidiu mascarar a área da câmera com um recurso criativo e útil (Imagem: Reprodução/Apple)
A Apple decidiu mascarar a área da câmera com um recurso criativo e útil (Imagem: Reprodução/Apple)

A Dynamic Island (ou "Ilha Dinâmica" em português) substitui o notch — área onde fica alocada o alto-falante e a câmera de selfie) — para oferecer uma nova forma de interação com o sistema, transformando o recorte em uma área útil com notificações e outros detalhes.

O recurso é exclusivo dos modelos Pro, mas virá integrado ao iOS 16 para "conversar" com aplicativos compatíveis. A ferramenta deve exibindo alertas de chamadas, controles de música, cronômetro e placares de jogos no topo da sua tela. Depois de um tempo, é possível que você nem note que aquele espaço contém um corte no display, afinal tudo estará integrado ao software.

Apple Mensagens e Live Text

O Mensagens ganhou recursos sociais para rivalizar o WhatsApp e o Telegram (Imagem: Reprodução/Apple)
O Mensagens ganhou recursos sociais para rivalizar o WhatsApp e o Telegram (Imagem: Reprodução/Apple)

Uma das novidades mais importantes do novo iOS está no aplicativo Mensagens da Apple. A plataforma de comunicação agora é capaz de recuperar texto e fotos enviados por engano, de modo semelhante à ferramenta “Apagar para todos” do WhatsApp.

Além disso, o mensageiro e permitirá marcar mensagens como “não lidas”, caso queira ler as conversas mais tarde. A função SharePlay foi melhor integrada e agora permite assistir a filmes, ouvir música e aproveitar lives na companhia de amigos ou familiares por videochamadas.

Para o Live Text, a mudança mais relevante foi o suporte ao escaneamento em vídeos: a função permitirá copiar, colar, traduzir e pesquisar texto registrado em gravações. Outra novidade legal está no Visual Look Up, que recorta as bordas de uma imagem de forma automática e pode transformá-las em figurinhas para usar no WhatsApp, Telegram ou outro mensageiro que preferir.

Gerenciador de e-mail aprimorado

O Mail, aplicativo de e-mails da Apple, ganhou recursos para rivalizar com o Gmail (Imagem: Reprodução/Apple)
O Mail, aplicativo de e-mails da Apple, ganhou recursos para rivalizar com o Gmail (Imagem: Reprodução/Apple)

O aplicativo Mail da Apple também passou por um banho de loja para se modernizar. O programa permitirá reverter o envio de um e-mail, agendar o disparo em um dia e horário predefinido, além de possibilitar o acompanhamento da entrega.

A pesquisa oferecerá resultados mais precisos e completos, com o fornecimento de sugestões antes de você começar a digitar. A exibição também deve considerar não somente a palavra-chave em si, mas os conteúdos dos e-mails, inclusive com a exibição de miniaturas em caso de PDFs, fotos ou vídeos.

Quais iPhones são compatíveis com o iOS 16?

A Apple costuma oferecer muitos anos de atualizações de software para seus celulares, e isso não muda com o iOS 16. Esta é alista de dispositivos habilitados para receber o novo SO da Maçã:

  • iPhone 14, 14 Pro e 14 pro Max – Processador A16 Bionic

  • iPhone 13, 13 mini, 13 Pro e 13 Pro Max – Processador A15

  • iPhone SE (3ª geração) – Processador A15

  • iPhone 12, 12 mini, 12 Pro e 12 Pro Max – Processador A14

  • iPhone 11, 11 Pro e 11 Pro Max – Processador A13

  • iPhone SE (2ª geração) – Processador A13

  • iPhone XR, XS e XS Max – Processador A12

  • iPhone X – Processador A11

  • iPhone 8 e 8 Plus – Processador A11

O iPhone SE da primeira geração e o iPhone 7 para baixo serão deixados de fora do update. Se você tem um desses aparelhos, a única recomendação seria trocá-lo por um modelo mais recente, caso queira aproveitar as vantagens do iOS 16.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: