Mercado fechará em 6 h 17 min

iOS 14 vai avisar quando apps usarem câmera, microfone e área de transferência

Rubens Eishima

Além das novidades estéticas e de recursos, o iOS 14 trará mudanças importantes no quesito privacidade, um dos pilares recentes da Apple. O sistema indicará ao usuário quando um aplicativo está utilizando a câmera, o microfone ou textos da área de transferência, por exemplo, além de desativar por padrão o rastreamento de uso do iPhone por parte de anunciantes.

Indicadores de uso

A nova versão do iOS mostrará uma notificação na barra de status quando um aplicativo estiver utilizando os recursos de câmera ou microfone. O perfil Kimly Kesseh mostrou, no Twitter, uma prévia do recurso, que exibe um ponto laranja ou verde quando um dos componentes for ativado por um app:

De acordo com a Apple, o alerta será exibido tanto no aplicativo quanto na Central de Controle do sistema. A novidade é parecida com a adotada no MIUI 12, que indicará o uso não apenas do microfone e da câmera, como também do GPS no celular.

Outro recurso de privacidade irá “entregar” quando um app do dispositivo acessar o conteúdo da área de transferência — por exemplo, uma mensagem copiada no WhatsApp. O acesso exagerado de alguns aplicativos foi denunciado no começo do ano pela empresa Mysk. Sem tempo suficiente para que os apps se adaptem à mudança, a novidade já flagrou algumas situações no mínimo suspeitas, caso do game Call of Duty Mobile:

Xô, rastreamento

O iOS 14 vai alterar ainda o comportamento padrão do sistema de identificação para anunciantes (IDFA na sigla em inglês). O recurso será desabilitado em sua configuração original, exigindo que os desenvolvedores solicitem ao usuário a autorização para registrar o uso do aplicativo.

O sistema alertará que a ativação do recurso dará ao app (e serviços de anúncios usados por ele) permissão para rastrear o usuário em sites e aplicativos. O texto provisório da notificação esclarece que o recurso é usado para a exibição de anúncios personalizados com base nos hábitos de uso do celular.

Apesar do identificador atribuir um número aleatório ao usuário, que tem a opção de redefini-lo, o padrão de uso do celular e das redes sociais oferece uma série de informações que podem ser usadas para “encontrar” o proprietário do aparelho.

Fonte: Canaltech