Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.035,17
    -2.221,19 (-1,98%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.592,91
    +282,64 (+0,64%)
     
  • PETROLEO CRU

    61,66
    -1,87 (-2,94%)
     
  • OURO

    1.733,00
    -42,40 (-2,39%)
     
  • BTC-USD

    44.596,79
    -2.484,74 (-5,28%)
     
  • CMC Crypto 200

    912,88
    -20,25 (-2,17%)
     
  • S&P500

    3.811,15
    -18,19 (-0,48%)
     
  • DOW JONES

    30.932,37
    -469,64 (-1,50%)
     
  • FTSE

    6.483,43
    -168,53 (-2,53%)
     
  • HANG SENG

    28.980,21
    -1.093,96 (-3,64%)
     
  • NIKKEI

    28.966,01
    -1.202,26 (-3,99%)
     
  • NASDAQ

    12.905,75
    +74,00 (+0,58%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7583
    +0,0194 (+0,29%)
     

iOS 14.5 permite alterar o app de música padrão do iPhone

Redação
·2 minuto de leitura

O iOS 14.5 receberá mais uma camada de customização demandada pela comunidade. Quando a reprodução de músicas ou playlists for solicitada pela primeira vez, a Siri perguntará qual a plataforma que usuário pretende utilizar e a definirá como padrão para futuros pedidos. O recurso ainda está em testes e funciona apenas com algumas frases específicas dentro da atualização mais recente do programa Beta da Apple.

Flagrado por integrantes do subreddit dedicado ao programa de acesso antecipado do iOS, o recurso apresenta algumas instabilidades, mas indica que a fabricante adicionará mais uma camada de personalização dentro do sistema. Assim que o usuário solicita a reprodução de alguma música, a assistente virtual exibe uma janela listando as plataformas disponíveis para acionar a faixa — com opções variadas como Deezer, Spotify, YouTube Music e outros.

Ao escolher uma plataforma, a Siri a define como reprodutor padrão e invocará o mesmo app para futuras reproduções, como indica o site The 8-Bit. A escolha do reprodutor também pode ser feita a partir do comando de voz, ao mencionar o aplicativo desejado no fim da solicitação.

(Imagem: Matejamm1/Reddit)
(Imagem: Matejamm1/Reddit)

Segundo relatos da publicação original, a ferramenta ainda não está em pleno funcionamento. A assistente virtual não reconhece todas as frases, e a escolha padrão pode ser ignorada ou até anulada em algumas ocasiões.

Não há previsão para a chegada do aprimoramento à distribuição pública do iOS 14.5, assim como não se sabe se os comandos já funcionam em idiomas além do inglês. A considerar pelas inconsistências do app, a Apple ainda aplicará grandes correções. Ademais, a escolha do reprodutor padrão não pode ser acessado por outro meio além do comando de voz, por enquanto.

Mais camadas de customização

Uma das maiores novidades do novo iOS é o poder de escolha dado ao usuário para decidir qual o navegador ou cliente de e-mail padrão do celular. A alteração chegou amplamente para todos os aparelhos de surpresa, mas apresentou mau funcionamento reportado depois de poucas semanas, pois o sistema anulava a configuração anterior e voltava para o app nativo da Apple.

Na estreia, a adição foi muito bem recebida, mas havia a certeza de que a Apple não estava abrindo essa nova camada de customização por vontade própria. A companhia enfrentava investigações antitruste em vários países e blocos econômicos do mundo, suspeita de violar a livre concorrência com a priorização dos próprios produtos dentro dos seus dispositivos.

A adição da personalização no iOS 14.5 pode ou não ser parte dessa solução instantânea para evitar maiores problemas. De toda forma, a comunidade parece satisfeita com o fato de finalmente poder escolher a plataforma de streaming favorita para ouvir música direto da assistente virtual.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: