Mercado fechado
  • BOVESPA

    121.113,93
    +413,26 (+0,34%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.726,98
    +212,88 (+0,44%)
     
  • PETROLEO CRU

    63,07
    -0,39 (-0,61%)
     
  • OURO

    1.777,30
    +10,50 (+0,59%)
     
  • BTC-USD

    60.449,73
    -1.204,64 (-1,95%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.398,97
    +7,26 (+0,52%)
     
  • S&P500

    4.185,47
    +15,05 (+0,36%)
     
  • DOW JONES

    34.200,67
    +164,68 (+0,48%)
     
  • FTSE

    7.019,53
    +36,03 (+0,52%)
     
  • HANG SENG

    28.969,71
    +176,57 (+0,61%)
     
  • NIKKEI

    29.683,37
    +40,68 (+0,14%)
     
  • NASDAQ

    14.024,00
    +10,00 (+0,07%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6943
    -0,0268 (-0,40%)
     

iOS 14.5: o que esperar da atualização do sistema da Apple?

Igor Almenara
·6 minuto de leitura

O iOS 14.5 está há semanas em fases experimentais, mas logo deve chegar à versão estável. A Apple já liberou algumas atualização da fase Beta, aquecento a chegada do grande update em si que deve ser oferecido a todos os iPhones a partir do 6s.

A atualização do iOS introduzirá novidades importantes para a experiência geral com o iPhone, indo desde ajustes visuais às políticas de privacidade inéditas do App Tracking Transparency (ATT), criticadas por gigantes como o Facebook e até supostamente evitadas pelo Google. No geral, as mudanças buscam refinar o sistema de acordo com as demandas mais latentes, otimizar o consumo de energia e o desempenho e ajustar o sistema para os próximos objetivos da companhia.

ATT e novos padrões de segurança no iOS

Por se tratar de um pacote menor, a atualização da metade do ciclo não adiciona grandes novidades visuais ou de usabilidade ao sistema — essas implementações ficam reservadas para o possível iOS 15, que chegará em algum momento do futuro. Contudo, ela sugere algumas das estratégias adotadas pela Apple para os próximos updates, principalmente no que se refere à segurança e privacidade.

(Imagem: Reprodução/Phone Arena)
(Imagem: Reprodução/Phone Arena)

Por isso, algumas das maiores mudanças do sistema do iPhone estão no relacionamento dos dispositivos Apple com os aplicativos do sistema. A fabricante determinou um novo conjunto de regras no pacote do App Tracking Transparency que implicam numa maior transparência na coleta de dados de usuários em duas diferentes frentes: na App Store e no próprio sistema.

Na loja, cada aplicativo que pretende ser disponibilizado por lá deverá apresentar de forma clara quais são as informações coletadas para o seu funcionamento, por menor que sejam — desde detalhes do perfil, localização ou padrões de uso. Enquanto isso, em cada iPhone, o usuário será notificado quando dados forem solicitados e terá o poder de aceitar ou recusar a entrega no processo, tal como acontece nas permissões para acesso a câmera, microfone ou arquivos pessoais.

Em paralelo, o ciclo de vida das atualizações de segurança será mais curto. Novas opções na seção de “Atualizações automáticas” sugerem que a Apple encaminhará correções de vulnerabilidade separadamente dos pacotes de mudanças do iOS. Na prática, a alternativa passa a ser interessante para aqueles usuários que resistem às atualizações mais recentes, mas que apreciariam suporte por maior período.

(Imagem: Reprodução/9to5 Mac)
(Imagem: Reprodução/9to5 Mac)

Do útil ao agradável

Ainda que seja uma atualização menor, o iOS 14.5 levará à versão estável algumas mudanças em usabilidade bastante interessantes. Uma delas é a adição de funções ao aplicativo Atalhos, nativo do iPhone. A partir dele, será possível configurar cenários automáticos para realizar uma captura de tela, alternar entre as antenas 4G ou 5G de acordo com a localização e horário ou travar a orientação da tela enquanto assiste algum vídeo.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

De outro lado, está a chegada do “Buscar”, outra ferramenta nativa incluída na atualização. Seu principal objetivo é ajudar a encontrar objetos perdidos, mas que estejam presos a um Air Tag. Isso é para nunca mais perder as chaves, fones de ouvido ou algum outro item pela casa.

Logicamente, para funcionar, é necessário que a tag inteligente seja sincronizada com o iPhone previamente. Ademais, há mecanismos de segurança para evitar que o acessório seja utilizado para qualquer espionagem indevida, como a desativação por proximidade com outros celulares Apple.

(Imagem: Reprodução/Editech)
(Imagem: Reprodução/Editech)

Siri mais inteligente

Vale lembrar da confusão causada pelas primeiras atualizações da fase de testes pública do iOS 14.5. A Siri passou a permitir a seleção de um player de música alternativo ao Apple Music como padrão e a medida parecia ser uma adição de personalização adicionada ao sistema da Apple.

Contudo, a Apple esclareceu as surpresas e negou os rumores sobre a mudança do padrão para a reprodução de músicas. A assistente virtual do iPhone será a única capaz a perguntar sobre a preferência do usuário e, por sua vez, essa mesma pergunta pode acontecer em próximas solicitações — não necessariamente definindo a escolha como app padrão.

(Imagem: Reprodução/TechCrunch)
(Imagem: Reprodução/TechCrunch)

Fitness+ com AirPlay 2

A nova compilação deve dar novas possibilidades para o treino em casa acompanhado por dispositivos Apple. O Fitness+, app e serviço da Apple para exercícios físicos, terá suporte ao padrão AirPlay 2 para transmissão de conteúdo a partir de smart TVs.

Anteriormente, a prática de exercícios pelo Fitness+ era limitada à exibição das demonstrações nos próprios aparelhos — iPhone, iPad ou Apple TV. A atualização expande o leque de possibilidades e adiciona mais dispositivos para a lista de compatibilidade.

Face ID com máscara

A necessidade de utilizar máscaras em ambientes compartilhados complicou a vida de quem dependia do Face ID para desbloquear o celular. Uma das novidades incluídas no sistema é a integração do Apple Watch aos métodos de autenticação do iPhone.

(Imagem: Vjeran Pavic/The Verge)
(Imagem: Vjeran Pavic/The Verge)

A combinação do uso do smartwatch e o reconhecimento facial avançado do iPhone permite que o usuário seja identificado mesmo com parte do rosto coberto por uma máscara e desbloqueie a tela do celular como faz normalmente — não será mais preciso colocar o acessório no queixo para mexer no celular, viu?

Novos emojis

Para deixar as conversas mais dinâmicas, o iOS 14.5 adicionou centenas de novos emojis. São 217 novas figuras para aumentar as possibilidades nas conversa.

(Imagem: Reprodução/Emojipedia)
(Imagem: Reprodução/Emojipedia)

Novidades no Apple Music

No aplicativo de músicas nativo, a atualização vai introduzir mais opções de controle no menu contextual de cada música. O app permitirá a criação de playlists rápidas ao colocar uma música diretamente na fila de reprodução ou como a última a ser reproduzida entre as opções, ou criar estações com base naquela faixa direto na coleção pessoal.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

O gesto de “deslizar para os lados” receberá novas opções para adicionar uma música na fila, excluí-la da lista ou baixá-la no aparelho. No fim, essas adições são semelhantes ao que há em aplicativos concorrentes, como o Spotify, mas são bem-vindas para quem prefere o reprodutor da Apple.

Preparando o terreno para as baterias MagSafe

Dentro do iOS 14.5 Beta 2, programadores encontraram código relacionado à compatibilidade com “carregamento portátil”. Tal função ainda não foi anunciada pela gigante, mas faz referência a acessórios como power banks, mas integrados com o sistema de imãs dos iPhones 12.

Ainda não há nenhuma “Battery Pack” da Apple no mercado atualmente, mas a companhia estaria em estágios avançados de desenvolvimento desses acessórios em seus laboratórios.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

O iOS 14.5 está chegando

Ainda não há datas específicas para o lançamento da nova versão de meio ciclo do sistema operacional da Apple. Entretanto, a distribuição do beta 4 foi identificada por números seguidos da letra “a”, sugerindo que estamos próximos de uma versão final e que não devem acontecer grandes surpresas até a distribuição estável.

Por agora, resta aguardar o anúncio da atualização. Há a chance da Apple lançar mais uma atualização para a fase de testes antes de finalmente encerrar o período de experimentação. Sendo assim, continue ligado no Canaltech para se manter ciente das novidades.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: