Mercado fechado

Investimentos no país recuaram 1% em novembro, diz Ipea

***ARQUIVO***BRASÍLIA, DF, 12.06.2019 - Fachada do edifício do IPEA, no setor Bancário Sul, em Brasília (DF). (Foto: Lalo de Almeida/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Investimentos recuaram 1% em novembro do ano passado em relação ao mês anterior no Brasil, de acordo com o Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada). As informações são da Agência Brasil.

O recuo foi verificado no chamado Indicador Ipea Mensal de FBCF (Formação Bruta de Capital Fixo), que mede os investimentos em aumento da capacidade produtiva da economia e na reposição da depreciação do seu estoque de capital fixo.

A comparação refere-se aos números dessazonalizados, ou seja, excluindo-se a influência de determinados fatores de épocas do ano na economia. Com isso, é possível comparar os resultados obtidos em meses distintos.

O recuo foi menor do que o observado de setembro para outubro de 2019, na série com ajuste sazonal, quando houve redução de 2,2% no FBCF. O índice é calculado pelo investimento feito em três segmentos: máquinas e equipamentos, construção civil e outros ativos fixos.

De outubro para novembro, a queda no indicador foi puxada pela redução de 4% nos investimentos de máquinas e equipamentos. Na construção civil, houve avanço de 0,5% e, no segmento outros ativos fixos, de 0,4%.

Na comparação com novembro de 2018, o FBCF registrou retração de 1,8%. Em relação ao ano anterior, a construção civil avançou 0,6% e os outros ativos fixos tiveram alta de 3,9%. Máquinas e equipamentos tiveram queda de 6,7%.

No acumulado em 12 meses, os investimentos desaceleraram, com a taxa de crescimento passando de 2,6% até outubro para 2,1% até novembro.