Mercado fechado
  • BOVESPA

    109.101,99
    +1.088,52 (+1,01%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.508,35
    -314,88 (-0,60%)
     
  • PETROLEO CRU

    86,29
    -0,61 (-0,70%)
     
  • OURO

    1.838,60
    -4,00 (-0,22%)
     
  • BTC-USD

    40.680,42
    -1.063,91 (-2,55%)
     
  • CMC Crypto 200

    992,43
    -2,83 (-0,28%)
     
  • S&P500

    4.482,73
    -50,03 (-1,10%)
     
  • DOW JONES

    34.715,39
    -313,26 (-0,89%)
     
  • FTSE

    7.585,01
    -4,65 (-0,06%)
     
  • HANG SENG

    24.952,35
    +824,50 (+3,42%)
     
  • NIKKEI

    27.772,93
    +305,70 (+1,11%)
     
  • NASDAQ

    14.738,75
    -102,25 (-0,69%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1301
    -0,0373 (-0,60%)
     

Investimento em moradias impulsiona gasto com construção nos EUA em novembro

·1 min de leitura
Casa em construção atrás de uma placa de "vendida" em um novo empreendimento no condado de York, Carolina do Sul

WASHINGTON (Reuters) - Os gastos com construção nos Estados Unidos aumentaram em novembro, em meio a fortes ganhos na construção de moradias unifamiliares, mas os investimentos em projetos públicos foram fracos.

O Departamento do Comércio informou nesta segunda-feira que os gastos com construção subiram 0,4%, após alta semelhante em outubro.

Economistas ouvidos pela Reuters previam aumento de 0,6% nos gastos com construção. Os gastos tiveram acréscimo de 9,3% em novembro em relação ao mesmo período do ano anterior.

Gastos com obras privadas avançaram 0,6% em novembro, enquanto com construção residencial subiram 0,9%.

Os gastos com construção de moradias unifamiliares aumentaram 1,2%, mas com projetos habitacionais multifamiliares caíram 0,3%.

A construção de casas continua sendo limitada pela escassez de insumos, que está elevando os preços dos materiais de construção. O investimento residencial contraiu pelo segundo trimestre consecutivo no terceiro trimestre, prejudicado por uma queda nas reformas residenciais e na construção de residências unifamiliares.

O investimento na construção privada não residencial, como gás e perfuração de poços de petróleo, aumentou 0,1% em novembro. As despesas com estruturas recuaram pelo segundo trimestre consecutivo no período de julho a setembro, declínio puxado por estruturas comerciais e de saúde.

As despesas com obras públicas caíram 0,2% em novembro. Gastos com obras dos governos estaduais e municipais dos EUA recuaram 0,2%, enquanto os investimentos do governo federal diminuíram 0,4%.

(Por Lucia Mutikani)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos