Mercado fechado

Sob investigação, Facebook adia lançamento de app de encontros na Europa

O gigante americano de Internet Facebook decidiu adiar o lançamento na Europa de seu novo aplicativo de encontros, depois que as autoridades irlandesas abriram uma investigação sobre o tratamento dos dados de usuários

O gigante americano de Internet Facebook decidiu adiar o lançamento na Europa de seu novo aplicativo de encontros, depois que as autoridades irlandesas, país onde fica sua sede europeia, abriram uma investigação sobre o tratamento dos dados de usuários.

"É muito importante que façamos bem o lançamento do Facebook Dating, de modo que estamos levando um pouco mais de tempo para ter certeza de que o produto estará pronto para o mercado europeu", afirmou um porta-voz, depois que a Comissão de Proteção de Dados Irlandesa (IDPC) anunciou ter revistado seus escritórios em Dublin e apreendido documentação.

Como a empresa tem sua sede europeia neste país, cabe ao regulador irlandês vigiar o cumprimento do Regulamento Geral europeu sobre a Proteção de Dados (RGPD) estabelecido pela UE em maio de 2018 e que prevê multas de até 20 milhões de euros, ou 4% do faturamento mundial.

A Irlanda, país onde está instalada a maioria dos gigantes tecnológicos americanos, já havia empreendido na semana passada investigações sobre o Google, devido ao tratamento da geolocalização de seus usuários, e sobre o aplicativo de encontros Tinder, pelo tratamento de dados pessoais.

O Facebook Dating, uma função da rede social que foi progressivamente disseminada em 2019 no continente americano e no Sudeste Asiático, seria lançado na Europa no "início de 2020", havia anunciado seu responsável Nathan Sharp em um blog em setembro.

Não se sabe ainda por quanto tempo o lançamento será adiado, por conta da investigação na Irlanda.

"Trabalhamos de forma consciente para criar fortes salvaguardas da privacidade e completar a avaliação sobre o impacto do processamento de dados antes do lançamento proposto na Europa", afirmou o porta-voz do Facebook, assegurando ter compartilhado esta informação "com a IDPC, quando solicitado".