Mercado fechará em 5 mins
  • BOVESPA

    111.268,92
    -804,62 (-0,72%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    54.289,69
    -729,22 (-1,33%)
     
  • PETROLEO CRU

    76,74
    +0,33 (+0,43%)
     
  • OURO

    1.930,90
    -11,90 (-0,61%)
     
  • BTC-USD

    24.061,49
    +1.012,30 (+4,39%)
     
  • CMC Crypto 200

    550,52
    +5,20 (+0,95%)
     
  • S&P500

    4.188,65
    +69,44 (+1,69%)
     
  • DOW JONES

    34.052,85
    -40,11 (-0,12%)
     
  • FTSE

    7.820,16
    +59,05 (+0,76%)
     
  • HANG SENG

    21.958,36
    -113,82 (-0,52%)
     
  • NIKKEI

    27.402,05
    +55,17 (+0,20%)
     
  • NASDAQ

    12.883,50
    +469,25 (+3,78%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4848
    -0,0696 (-1,25%)
     

Investidores subestimam aumentos de juros do BCE, diz Knot

Presidente do banco central holandês, Klaas Knot

FRANKFURT (Reuters) - Os mercados podem estar subestimando os aumentos de juros planejados pelo Banco Central Europeu e a maioria das altas restantes serão feitas em múltiplos aumentos de 50 pontos-base, disse o presidente do banco central holandês, Klaas Knot, nesta quinta-feira.

O BCE sinalizou um ritmo constante de aumentos de 50 pontos nos juros nos próximos meses, mas os investidores começaram a tirar da precificação alguns desses movimentos, antecipando aumentos menores e um pico mais baixo nos juros.

“Não vai parar depois de um único aumento de 50 pontos-base, com certeza”, disse Knot à CNBC, acrescentando que os investidores devem levar mais a sério a orientação política do BCE. "A maior parte do terreno que temos que cobrir, cobriremos em um ritmo constante de múltiplos aumentos de 50 pontos base".

Ele acrescentou que o BCE continuará apertando a política monetária pelo menos até meados do ano e que a precificação atual do mercado para os juros é inconsistente com o objetivo do banco de reduzir a inflação para sua meta de 2%, de níveis em torno de 10%.

"O tipo de acontecimento no mercado que vi nas últimas duas semanas não é totalmente bem-vindo", disse Knot, depois que os investidores deixaram de precificar alguns aumentos de juros. "Não acho que sejam compatíveis, na verdade, com uma volta oportuna da inflação para 2%".

Knot disse que, por enquanto, o banco está focado apenas no risco de apertar muito pouco a política monetária e uma percepção de risco mais equilibrada ainda está distante por algum tempo.

(Reportagem de Balazs Koranyi)