Mercado fechado

Investidores se antecipam ao IPO e avaliam Airbnb em até US$ 42 bi

Miles Kruppa

O grupo de San Francisco divulgou que teve receita de mais de US$ 1 bilhão no segundo trimestre O Airbnb está sendo avaliado em até US$ 42 bilhões por investidores que negociam participações indiretas em seu capital antes de sua estreia em bolsa, prevista para 2020.

Investidores de risco no Vale do Silício e corretoras que negociam participações em empresas de capital fechado, como a EquityZen, criaram dezenas de veículos de propósito específico (ou SPEs) para ter fatias na companhia, segundo várias fontes a par das transações.

Investidores nesses veículos não possuem participações econômicas diretas na empresa, mas ganham o direito de receber os recursos de uma futura venda ou oferta pública inicial de ações (IPO).

“É a bola da vez e todos estão nessa”, disse Bart Mallon, advogado na Cole-Frieman & Mallon, falando sobre SPEs em geral. Ele disse que as transações são particularmente atraentes para fundos de hedge, diante da diminuição das oportunidades nos mercados públicos.

As participações nessas SPEs vêm trocando de mãos recentemente a um preço de US$ 150 por ação nominal do Airbnb, sinalizando que a empresa vale cerca de US$ 11 bilhões a mais do que em sua rodada anterior de financiamento em 2017, quando levantou US$ 1 bilhão, sendo avaliada em US$ 31 bilhões.

Os investidores veem a Airbnb como uma aposta relativamente segura em comparação ao WeWork e a outras empresas de capital de risco que tiveram dificuldades de chegar aos mercados públicos neste ano.

O grupo de San Francisco divulgou que teve receita de mais de US$ 1 bilhão no segundo trimestre e que gerou lucro tanto em 2017 quanto em 2018, sem incluir despesas com juros, impostos, depreciação e amortização.

Além disso, a empresa tem um caixa de cerca de US$ 3,5 bilhões, segundo uma fonte a par da situação financeira, o que lhe confere um escudo em caso de prejuízos neste ano.

Airbnb

Imagem retirada do Facebook / Airbnb

Fontes a par dos planos do Airbnb têm dito que a empresa se inclina a fazer uma emissão direta de ações quando abrir o capital neste ano. Essa modalidade, que não depende de bancos como subscritores para definir os preços de abertura, pode estar intensificando a atenção no preço das ações da empresa nos mercados secundários.

O próprio Airbnb tentou limitar a atividade nesses mercados secundários, como o de contratos que permitem aos funcionários receber créditos em dinheiro colocando suas opções de ações como garantia.

O Airbnb emitiu um comunicado sobre o assunto. “Esses tipos de transações não são autorizadas por nossa empresa e violam em termos gerais nossos estatutos. Não tivemos nenhuma rodada de financiamento desde 2017 e quaisquer transações desde então foram pequenas e sem nossa participação.”

A popularidade das SPEs têm aumentado, à medida que empresas de capital fechado tentam impedir que funcionários e investidores fiquem transferindo suas ações antes de um IPO. Funcionários do Airbnb contribuíram para que a empresa tivesse que fazer esse recente comunicado, diante das tensões surgidas em torno das opções de ações que começam a vencer em 2020.

Alguns investidores disseram que o Airbnb não tem como fiscalizar as transações de SPEs.

As compras e vendas se dão em uma zona cinzenta em comparação às ofertas secundárias administradas por corretoras aprovadas pela empresa. Um dos maiores grupos do tipo, o Nasdaq Private Market, informou que executou transações totais de US$ 2,3 bilhões no primeiro semestre deste ano e de US$ 22 bilhões desde sua criação em 2013.

Os patrocinadores de SPEs normalmente registram os veículos como empresas de responsabilidade limitada em Delaware, cedendo os interesses financeiros aos investidores registrados. Os patrocinadores, então, tem a opção de distribuir dinheiro ou ações durante um IPO ou uma venda, esperando que os investidores não saiam até que possam receber o dinheiro de volta com lucro.

Também surgiu, no entanto, um mercado secundário para as participações subjacentes das SPEs.

A fabricante de “carnes” a base de plantas Impossible Food, de forma similar ao Airbnb, vem sendo negociada com ágios significativos em comparação a sua rodada de financiamento mais recente, de maio, que avaliou a empresa em US$ 2 bilhões. As empresas de aplicativos de transportes Lyft e Uber também tinham várias SPEs como investidores antes de seus IPOs neste ano.