Mercado fechará em 4 h 21 min
  • BOVESPA

    107.668,30
    -1.273,38 (-1,17%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.599,38
    0,00 (0,00%)
     
  • PETROLEO CRU

    83,54
    -1,60 (-1,88%)
     
  • OURO

    1.839,50
    +7,70 (+0,42%)
     
  • BTC-USD

    33.796,51
    -1.811,29 (-5,09%)
     
  • CMC Crypto 200

    768,08
    -42,53 (-5,25%)
     
  • S&P500

    4.342,03
    -55,91 (-1,27%)
     
  • DOW JONES

    33.895,19
    -370,18 (-1,08%)
     
  • FTSE

    7.352,70
    -141,43 (-1,89%)
     
  • HANG SENG

    24.656,46
    -309,09 (-1,24%)
     
  • NIKKEI

    27.588,37
    +66,11 (+0,24%)
     
  • NASDAQ

    14.187,75
    -238,75 (-1,65%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1927
    +0,0027 (+0,04%)
     

Investidores querem US$2,5 bi em processo coletivo contra Bayer

·1 min de leitura
Unidade da Bayer na Alemanha

FRANKFURT (Reuters) - Investidores estão exigindo cerca de 2,2 bilhões de euros (2,5 bilhões de dólares) da Bayer como parte de um possível processo coletivo na Alemanha pela aquisição da fabricante de sementes norte-americana Monsanto, disse o escritório de advocacia Tilp nesta segunda-feira.

O escritório de advocacia disse que, até 30 de dezembro, a quantia cobria processos judiciais de cerca de 320 investidores, tanto institucionais quanto de varejo, que haviam sido movidos no tribunal distrital de Colônia.

Isso representa um salto significativo em relação aos mais de 250 investidores exigindo indenizações de mais de 1 bilhão de euros que a Tilp divulgou no mês passado.

A Tilp disse acreditar que a Bayer enganou os acionistas sobre os riscos de ações judiciais pendentes de consumidores nos Estados Unidos relacionadas ao herbicida Roundup, que foi integrado na empresa com a aquisição da Monsanto por 63 bilhões de dólares em 2016.

A Bayer, em um comunicado enviado por e-mail, disse que todas as reclamações eram infundadas, acrescentando que a empresa cumpriu a lei e os requisitos de divulgação.

"Além disso, estamos convencidos de que realizamos a devida diligência em relação à aquisição da Monsanto", disse Bayer, acrescentando que se defenderia de acordo.

Nos Estados Unidos, a Bayer está se defendendo de milhares de ações judiciais de usuários do Roundup por causa do suposto efeito cancerígeno do produto. A Bayer sempre rejeitou isso.

(Reportagem de Christoph Steitz)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos