Mercado fechado
  • BOVESPA

    125.883,10
    +830,32 (+0,66%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.894,76
    +626,31 (+1,25%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,16
    +0,09 (+0,12%)
     
  • OURO

    1.797,20
    -4,60 (-0,26%)
     
  • BTC-USD

    38.399,62
    +3.980,09 (+11,56%)
     
  • CMC Crypto 200

    908,14
    -7,35 (-0,80%)
     
  • S&P500

    4.422,30
    +10,51 (+0,24%)
     
  • DOW JONES

    35.144,31
    +82,76 (+0,24%)
     
  • FTSE

    7.025,43
    -2,15 (-0,03%)
     
  • HANG SENG

    26.192,32
    -1.129,66 (-4,13%)
     
  • NIKKEI

    27.833,29
    +285,29 (+1,04%)
     
  • NASDAQ

    15.126,50
    +28,50 (+0,19%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1103
    -0,0113 (-0,18%)
     

Investidor veterano prevê ‘microescritórios’ e maiores salários

·2 minuto de leitura

(Bloomberg) -- A pandemia está transformando o setor de tecnologia do Canadá, pois empresas agora são levadas a adotar novos modelos trabalho e oferecer salários competitivos, segundo um dos veteranos de capital de risco do país.

As práticas de trabalho que surgiram durante a crise criaram um “mercado aberto”, onde todos podem contratar qualquer pessoa, em qualquer lugar, disse em entrevista Chris Arsenault, sócio-fundador da Inovia Capital, de Montreal. A empresa prevê o aumento da competição por talentos com “microescritórios” ao redor do mundo.

A Inovia, que conta entre os investidores com o presidente do conselho do Twitter, Patrick Pichette, administra cerca de US$ 1,5 bilhão e investe em startups em estágio inicial e de crescimento.

A transição para “escritórios e talentos distribuídos é parte do futuro”, disse Arsenault. “A Covid acelerou tudo isso, e acreditamos que esse será um desafio importante para as empresas”. A Inovia recentemente ganhou dois sócios com experiência em tecnologia e recursos humanos para ajudar empresas do portfólio a se expandirem neste novo ambiente.

Arsenault, que há muito tempo acredita na expansão do setor de tecnologia do Canadá, diz que startups canadenses se multiplicarem nos últimos anos, e empresas locais como Shopify e Lightspeed POS se tornaram líderes. Impulsionado por políticas de imigração abertas, esse ecossistema crescente permitiu que empresas jovens atraíssem trabalhadores, interrompendo anos de fuga de talentos.

Cidades canadenses, que anteriormente perdiam multidões de graduados para o Vale do Silício, tornaram-se um ímã para estudantes e profissionais estrangeiros, ajudadas em parte pelas políticas de vistos mais restritivas dos EUA sob o ex-presidente dos EUA Donald Trump. Entre 2016 e 2020, Toronto criou quase 55 mil empregos a mais em tecnologia do que produziu em graduados em tecnologia, o maior déficit em 50 mercados da América do Norte classificados pela CBRE Group. Montreal e Vancouver ficaram em terceiro e quarto lugares.

More stories like this are available on bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2021 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos