Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.976,70
    -2.854,30 (-2,55%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.668,64
    -310,36 (-0,60%)
     
  • PETROLEO CRU

    76,03
    -0,25 (-0,33%)
     
  • OURO

    1.753,50
    -0,50 (-0,03%)
     
  • BTC-USD

    16.474,49
    +4,00 (+0,02%)
     
  • CMC Crypto 200

    387,43
    +4,77 (+1,25%)
     
  • S&P500

    4.026,12
    -1,14 (-0,03%)
     
  • DOW JONES

    34.347,03
    +152,93 (+0,45%)
     
  • FTSE

    7.486,67
    +20,07 (+0,27%)
     
  • HANG SENG

    17.573,58
    -87,32 (-0,49%)
     
  • NIKKEI

    28.136,38
    -146,65 (-0,52%)
     
  • NASDAQ

    11.720,50
    -62,25 (-0,53%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,6182
    -0,0062 (-0,11%)
     

Investidor processa Gisele Bündchen e famosos que promoveram FTX

Gisele Bündchen e Tom Brady em comercial da FTX. Fonte: YouTube/Reprodução.
Gisele Bündchen e Tom Brady em comercial da FTX. Fonte: YouTube/Reprodução.

Um investidor americano está processando diversos nomes por trás da FTX. Além de Sam Bankman-Fried, fundador e ex-CEO da corretora, Tom Brady, Stephen Curry, Shaquille O’Neal e a modelo brasileira Gisele Bündchen também estão entre os acusados.

Até a equipe de basquete Golden State Warrior é citada devido a uma parceria com a FTX. Sendo assim, Edwin Garrison e seus advogados argumentam que o clube deve seguir as leis da Califórnia.

Voltando as pessoas físicas, Udonis Haslem, David Ortiz, William Trevor
Lawrence, Shohei Ohtani, Naomi Osaka, Lawrence Gene David e Kevin O’Leary completam o quadro de réus.

Processo sobre FTX vai muito além de seu fundador

Conhecida por um marketing gigante, que abrangia arenas esportivas e equipes de esportes eletrônicos, a FTX ganhou tração e em apenas três anos se tornou uma das maiores corretoras do mundo.

Somado a isso, a entrada de diversos famosos como sócios também ajudou a empresa a ganhar a confiança dos investidores de criptomoedas. Entretanto, tudo mudou na última semana, quando a corretora provou-se insolvente e, por consequência, incapaz de honrar os saques de seus clientes.

“Os réus comercializaram agressivamente a plataforma FTX.”

“Além da conduta do réu Sam Bankman-Fried, conforme descrito nesta queixa, alguns dos maiores nomes do esporte e do entretenimento investiram na FTX ou foram embaixadores da marca da empresa. Vários deles promoveram o FTX para seus fãs de mídia social, impulsionando a adoção do consumidor de varejo da plataforma FTX enganosa”, continua o processo.

Na sequência, o documento visto pelo Livecoins também aponta para comerciais milionários da FTX que incluem Gisele Bündchen, seu marido Tom Brady e diversos outros astros que possuem o poder de influenciar terceiros.

O processo também acusa que “o esquema fraudulento da FTX foi projetado para tirar proveito de investidores não sofisticados de todo o país”. Como destaque aponta para a campanha #notanexpert (não sou um especialista), onde o jogador do Golden States Warrior promove a corretora novamente.

“Não sou especialista e nem preciso ser. Com a FTX, tenho tudo o que preciso para comprar, vender e negociar criptomoedas com segurança.”

O texto segue mostrando exemplos do marketing agressivo da FTX, como a presença de Larry David no primeiro comercial de toda sua carreira, parcerias com diversos gigantes dos esportes e também das finanças.

Sam Bankman-Fried pode ser preso?

Segundo Elon Musk, CEO da Tesla, Sam Bankman-Fried nem será investigado. O motivo seriam as doações milionárias para os democratas, partido do atual presidente dos EUA.

Além disso, outros apontam que a mídia não está “batendo” no fundador da FTX. Em análise compartilhada pelo fundador da Cardano, Charles Hoskinson, é possível ver que o jornal New York Times não usou as palavras fraude, crime, roubo, etc. por nenhuma vez.

“Pessoal, pode ser uma boa ideia doar algum dinheiro para certos políticos. Parece que você pode se safar de qualquer coisa e ter responsabilidade zero na mídia”, comentou Charles Hoskinson da Cardano.

Por fim, muitos esperam justiça e a ação coletiva criada por Edwin Garrison pode ser o primeiro passo. De qualquer forma, os lesados pela FTX devem sofrer por alguns anos antes que consigam recuperar parte de seu dinheiro.

Fonte: Livecoins

Veja mais notícias sobre Bitcoin. Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.