Mercado fechará em 2 h 37 min
  • BOVESPA

    113.655,01
    +372,34 (+0,33%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.605,02
    +499,31 (+0,98%)
     
  • PETROLEO CRU

    75,45
    +1,47 (+1,99%)
     
  • OURO

    1.752,10
    +0,40 (+0,02%)
     
  • BTC-USD

    43.146,69
    -174,46 (-0,40%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.071,51
    -30,01 (-2,72%)
     
  • S&P500

    4.447,58
    -7,90 (-0,18%)
     
  • DOW JONES

    34.934,64
    +136,64 (+0,39%)
     
  • FTSE

    7.063,40
    +11,92 (+0,17%)
     
  • HANG SENG

    24.208,78
    +16,62 (+0,07%)
     
  • NIKKEI

    30.240,06
    -8,75 (-0,03%)
     
  • NASDAQ

    15.168,25
    -150,50 (-0,98%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2745
    +0,0189 (+0,30%)
     

Investidor da Tyson pede auditoria sobre equidade racial

·3 minuto de leitura

(Bloomberg) -- A maior processadora de carnes dos Estados Unidos entrou na lista de empresas sob pressão de investidores para realizar uma auditoria independente sobre equidade racial.

A Tyson Foods deve avaliar se suas políticas e práticas impactam as comunidades de pessoas não brancas, de acordo com uma proposta de acionistas da American Baptist Home Mission Society. As preocupações incluem desde a falta de oportunidade de promoções para minorias a alegações de discriminação e assédio na empresa. A Tyson disse que estabeleceu programas para apoiar as minorias e até contratou um diretor de diversidade, equidade e inclusão.

Recomendações para auditorias de equidade racial surgiram na recente temporada de votação por procuração depois dos protestos que seguiram o assassinato de George Floyd no ano passado. Investidores registraram resoluções para empresas como Amazon.com e JPMorgan com o objetivo de investigar se seus negócios perpetuam a discriminação racial. Embora as resoluções não tenham sido aprovadas, obtiveram apoio significativo - 44% dos votos no caso da Amazon - e algumas empresas como BlackRock concordaram em realizar as auditorias. Starbucks e Airbnb já concluíram as investigações.

Não é surpresa que o setor de carne seja alvo de tais propostas. O segmento depende de um grande número de minorias e imigrantes para o trabalho cansativo e, às vezes, perigoso de abate de animais. Quando essas processadoras de carne se tornaram os primeiros epicentros de Covid-19 no ano passado, defensores dos trabalhadores destacaram que as disparidades vistas nos surtos tinham origem na discriminação racial. A Tyson disse que se esforçou para proteger seus funcionários do coronavírus, tendo gastado US$ 700 milhões para combater surtos e contratado um médico-chefe.

A Tyson teve sua cota de dores de cabeça sobre questões diversidade. A empresa foi acusada de confundir intérpretes sobre a gravidade do surto de Covid em uma processadora de suínos em Iowa e demitiu gerentes acusados de apostar em quantos trabalhadores adoeceriam.

Em comunicado à Bloomberg, a Tyson disse que está revisando a proposta dos acionistas. Disse que as reclamações sobre os intérpretes faziam parte de uma ação judicial pendente e que a empresa “trabalhou muito para fornecer treinamento e educação sobre o coronavírus em vários idiomas para membros de nossa equipe com o fim de ajudar a garantir que estivessem seguros”.

“A diversidade de nossa força de trabalho é uma das coisas que mais nos orgulha”, disse a Tyson, com 27% dos funcionários hispânicos ou latinos, 25% de negros e 11% asiático-americanos, que falam 50 idiomas. A Tyson disse que oferece aos trabalhadores aulas de idiomas gratuitas e tem um programa de desenvolvimento de carreira que dá aos trabalhadores da linha de frente treinamento gratuito e certificações.

Em junho, a Tyson contratou seu primeiro diretor de diversidade, equidade e inclusão para garantir que cada nível de emprego seja diversificado.

Dos 14 membros do conselho de Tyson, dois são negros e quatro são mulheres.

More stories like this are available on bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2021 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos