Mercado abrirá em 3 h 51 min
  • BOVESPA

    113.282,67
    -781,33 (-0,68%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.105,71
    -358,59 (-0,70%)
     
  • PETROLEO CRU

    75,05
    +1,07 (+1,45%)
     
  • OURO

    1.750,50
    -1,20 (-0,07%)
     
  • BTC-USD

    43.943,27
    +2.304,98 (+5,54%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.096,38
    -6,68 (-0,61%)
     
  • S&P500

    4.455,48
    +6,50 (+0,15%)
     
  • DOW JONES

    34.798,00
    +33,20 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.072,66
    +21,18 (+0,30%)
     
  • HANG SENG

    24.208,78
    +16,62 (+0,07%)
     
  • NIKKEI

    30.240,06
    -8,75 (-0,03%)
     
  • NASDAQ

    15.329,00
    +10,25 (+0,07%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2498
    -0,0058 (-0,09%)
     

Investidor assassinado dentro de Porsche na Região dos Lagos prometia lucros rápidos na web: 'Tudo que boto a mão vira ouro'

·5 minuto de leitura

O investidor e influenciador digital Wesley Pessano Santarém, assassinado a tiros em São Pedro da Aldeia, na Região dos Lagos, na tarde desta quarta-feira, tinha como uma de suas marcas na internet a promessa de retorno financeiro rápido. No Instagram, em uma conta com mais de 124 mil seguidores onde se apresentava como "trader" e falava em "liberdade financeira aos 18", uma coletânea de vídeos com o nome "operações" revelava o estilo do jovem de 19 anos: "Respeita o guri, pô", diz ele em uma postagem na qual afirma ter obtido lucro de R$ 13 mil em um minuto.

Em outra publicação, de março, Wesley divulga um lucro de mais de R$ 40 mil em apenas um dia. "Bora fabricar mais", prometia. No mesmo mês, no dia 19 de março, uma suposta captura feita na tela do celular do influenciador indica que ele teria recebido, como resultado de transações, dez pagamentos de R$ 5 mil de uma única vez. No último conteúdo disponível sob a etiqueta "operações", Wesley escreve: "Tudo que eu boto a mão vira ouro".

Em outro conjunto de vídeos, chamado "vivência", as imagens trazem uma sequência de viagens para lugares como São Paulo, Rio de Janeiro e Santa Catarina, sempre com um tom de ostentação, como a vista de um quarto para o mar. Ele também aparece contando notas de dinheiro, andando de jet ski e dirigindo carros de luxo, incluindo o Porsche Boxster vermelho dentro do qual ele foi executado. O conversível é avaliado em mais de R$ 440 mil.

Na última foto publicada no feed do Instagram, há quatro dias, ele aparece ao lado do Porsche vermelho, exibindo uma carteira aberta e, mais uma vez, várias notas de dinheiro. Na legenda, Wesley escreveu: "Antes eram poucos sapatos, hoje até gente tem no meu pé". O influencer também fez postagens nos stories horas antes de ser assassinado, nas quais aparece no computador, monitorando e comentando investimentos, e também correndo em uma esteira.

Wesley possuía ainda um canal no Youtube chamado Pessano Trader, onde se apresentava como "rei do pullback", expressão do mercado de ações que, a grosso modo, indica o melhor momento para comprar ou vender ativos que sofreram grande desvalorização. A palavra "pullback" também estava gravada em uma tatuagem em um dos dedos, e outro trazia a frase "eh os guri", que utilizava com frequência nos vídeos e postagens.

O canal no Youtube soma quase 14 mil inscritos e tem um total de 204 mil visualizações. O primeiro vídeo foi postado há cerca de seis meses. A maior parte do conteúdo é de gravações curtas, com no máximo 25 minutos, em geral com dicas sobre investimentos e transações. Também há transmissões arquivadas, como a intitulada "Lucrando R$ 15 mil ao vivo". Um dos vídeos, porém, tem um tom diferente. Sob o título "Minha história", Wesley fala sobre a própria trajetória — ele nasceu no Rio Grande do Sul e, depois de uma passagem por Santa Catarina, foi morar em Cabo Frio, na Região dos Lagos, há pouco mais de um ano. "Eu saí literalmente do zero para o topo", afirma em dado momento da gravação.

No mesmo vídeo, publicado no dia 3 de março deste ano, ele conta ter fundado uma empresa de investimentos no momento em que se mudou para o Rio de Janeiro. Porém, consta também uma abertura de microempresa com Wesley como sócio-administrador apenas 20 dias antes do assasinato, na data de 15 de julho. A "W P Santarem" foi cadastrada com capital social de R$ 110 mil e tem endereço no município de Navegantes, em Santa Catarina.

Em comentários no canal no Youtube, assim como nas postagens no Instagram, são muitos lamentos pela morte do influenciador. "Deixou seu legado. Vai em paz, guri! Você ajudou muita gente", escreveu um amigo no vídeo em que Wesley contava sua história. "Covardia o que fizeram com você", postou um usuário no perfil do rapaz no Instagram. Também há diversas especulações sobre o que poderia ter motivado o assassinato.

O rapaz foi executado quando chegava para cortar o cabelo na Rua Marechal Castelo Branco, no bairro São João, em São Pedro da Aldeia. Ainda dentro do Porsche Boxster, ele acabou baleado quando outro veículo emparelhou. Um homem que estava no banco do carona do conversível também foi atingido e acabou socorrido para um hospital da região. Ainda não há informações sobre a identidade nem o estado de saúde desta segunda vítima.

Agentes da Polícia Civil e do 25º BPM (Cabo Frio) dirigiram-se ao local do crime. O corpo de Wesley, que foi levado para o Instituto Médico-Legal (IML) de Cabo Frio, apresentava pelo menos quatro perfurações de tiro, incluindo um disparo na cabeça, mas ainda é preciso aguardar o resultado da perícia.

O caso foi registrado na 125ª DP (São Pedro da Aldeia). Até o momento, a polícia não descarta nenhuma linha de investigação. Até mesmo a possibilidade de uma tentativa de roubo comum, tendo em vista o valor do Porsche, é considerada pelos agentes. A princípio, porém, nenhum pertence foi levado pelos assassinos.

— Ainda é muito prematuro. As linhas de investigação dependem de vários fatos, das circunstâncias. Ainda falta a oitiva da testemunha, a pessoa que presenciou o fato, foi alvejada e sobreviveu. Existe a possibilidade de ter sido simplesmente um roubo, por ser um carro de luxo dentro de uma comunidade — disse o delegado Milton Siqueira Junior, titular da 125ª DP, em entrevista ao portal "RLagos Notícias" horas depois do crime.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos