Mercado abrirá em 9 h 14 min
  • BOVESPA

    122.937,87
    +1.057,05 (+0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.371,98
    +152,72 (+0,31%)
     
  • PETROLEO CRU

    66,45
    +0,18 (+0,27%)
     
  • OURO

    1.870,20
    +2,60 (+0,14%)
     
  • BTC-USD

    44.708,51
    +1.019,61 (+2,33%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.235,51
    +37,59 (+3,14%)
     
  • S&P500

    4.163,29
    -10,56 (-0,25%)
     
  • DOW JONES

    34.327,79
    -54,34 (-0,16%)
     
  • FTSE

    7.032,85
    -10,76 (-0,15%)
     
  • HANG SENG

    28.543,32
    +349,23 (+1,24%)
     
  • NIKKEI

    28.402,64
    +577,81 (+2,08%)
     
  • NASDAQ

    13.354,00
    +50,50 (+0,38%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4178
    +0,0079 (+0,12%)
     

Intuição ou paranoia: você sabe diferenciar?

Raphael Andrade
·4 minuto de leitura
Nem tudo que parece é: saiba como despertar sua intuição (Foto: Getty Images)
Nem tudo que parece é: saiba como despertar sua intuição (Foto: Getty Images)

Algo te diz que ir para aquele almoço não é uma boa ideia? E quando o boy some é porque ele desencanou ou alguma coisa aconteceu? Às vezes é muito difícil compreender o que o nosso instinto quer transmitir, mas quando há confiança, a intuição pode ser uma ferramenta muito útil. Presente em todos desde tempos imemoriais, não é de hoje que a capacidade de intuir fascina e desperta dúvidas em pessoas no mundo todo.

O primeiro obstáculo, porém, é entender o que, de fato é a intuição. Segundo o Dicionário Brasileiro da Língua Portuguesa, é a "capacidade de um indivíduo emitir julgamentos exatos e justos sem justificação lógica e sem possibilidade de análise", e personalidades como o psiquiatra Carl Jung e o cientista Albert Einstein são grandes apoiadores dessa inteligência. 

Leia também

Ao fazer uso deste conhecimento intuitivo, seria possível acessar desconfortos ou sensações confortáveis, e entender por onde caminhar, por ela oferecer a capacidade de observar de forma mais ampla as situações e isso ajudar a nos livrar de enrascadas no dia a dia ou a não perder boas oportunidades.

Na visão da instrutora de meditação e criadora do site "Namastreta", Carol Apple, a intuição nada mais é do que uma espécie de bússola que pode guiar decisões. "A intuição não convida à ação, e sim à observação para que possamos caminhar com mais assertividade sem sermos pegos de 'surpresa'. Isto porque tudo já está ‘dito’ de alguma maneira, mas somos nós que não estamos atentos. Nem sempre a intuição grita, como costumamos falar, na maioria das vezes ela apenas sussurra", explica.

Porém, são muitos aqueles que parecem não serem capazes de acessar essa habilidade. "Sempre dizia que eu tinha vindo com defeito de fábrica porque nunca soube escutar minha intuição, achava até que não tinha", diz a assistente administrativa Thamiris Lucena. 

"Já passei por muitas roubadas, já fui para viagens que foram muito ruins com vários contratempos, já marquei encontro e fui assaltada, já fui roubada várias vezes e tive problemas com um monte de conhecidos que eu considerava amigos. E fui eu mesmo que me coloquei em todas essas situações, sempre achando que minha intuição me salvaria caso estivesse entrando em uma roubada, mas nada aconteceu", diz.

Carol Apple é instrutora de meditação e criadora do site
Carol Apple é instrutora de meditação e criadora do site "Namastreta" (Foto: Arquivo Pessoal)

Para ela, a situação é ainda pior pois, segundo Thamiris, sua mãe tem muita sensibilidade neste campo. "É impressionante, quando ela conhece alguém que não é legal ela sempre dá a letra na hora, dizendo pra gente não ficar perto, e ela também sempre sentiu quando tinha algo de errado com alguém da família, tipo quando um primo sofreu um acidente de moto e quando minha avó teve um derrame. Minha mãe sempre foi muito calma, deve influenciar em algo, mas infelizmente acho que não é algo hereditário", lamenta.

Mas pode virar paranóia?

Outro grande problema é que, mais do que apenas não ser capaz de acessar a própria intuição, é comum que as pessoas confundam a intuição com a paranoia, muitas vezes causada pela ansiedade

Na avaliação da instrutora de meditação, a confusão começa dentro de cada um. "As pessoas confundem tanto as duas coisas porque, geralmente, a intuição não atende aos desejos do indivíduo e a vontade dele de que algo seja mentira ou verdade. 

A intuição é cristalina a ponto de assustar. Então, a gente pensa: não pode ser. Muitas vezes ela está dizendo, por meio do desconforto, que seu relacionamento acabou, mas suas faltas, carência e afins não querem aceitar que o melhor caminho é o término da relação, então começamos a duvidar, questionar e vira paranoia. Ou quando queremos que algo seja verdade, mas não é, e é só barulho e perturbação da mente, mas que “temos certeza” de que está acontecendo algo, quando não está", explica Carol Apple.

Se você tem interesse em exercitar mais da própria intuição, só há um jeito: "Silêncio. Silenciar é o único caminho para ouvir os sussurros que partem da nossa intuição. Todos nós a temos, mas ela afina conforme silenciamos nosso barulho interno. Meditação, pra mim, é, sem dúvida, a principal ferramenta para aprender a dominar os pensamentos e sentir a intuição", afirma a criadora do Namastreta.

E para finalizar, Carol Apple dá uma última dica para quem tem dúvida em como distinguir paranoia de intuição. "Se tá na dúvida, é paranoia. Na intuição não há espaço para dúvida. Quem duvida é o racional, portanto, apenas um lado da moeda. É bem simples. A intuição está no âmbito do sentir. Já ouviu aquela expressão: se sentiu faz sentido? Então!", finaliza.