Mercado abrirá em 5 hs

Interrupção de reajuste salarial durante a pandemia foi grande contribuição de servidores, diz Guedes

·1 min de leitura
Ministro da Economia, Paulo Guedes, fala em comissão da Câmara dos Deputados, Brasília

BRASÍLIA (Reuters) - O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse nesta quarta-feira que os servidores deram grande contribuição ao país ao terem seus reajustes salariais interrompidos por um ano em meio, durante a pandemia.

Sem citar a intenção já anunciada pelo presidente Jair Bolsonaro de reajustar a folha em 2022, Guedes ressaltou que os servidores têm estabilidade e salários "relativamente bons em relação ao resto da economia brasileira" e que, trabalhando de casa, mantiveram o funcionamento da máquina pública durante a pandemia.

Ao abrir seminário promovido pela corregedoria do ministério, o ministro destacou ainda que a reforma administrativa proposta pelo governo não iria atingir nenhum direito dos atuais servidores públicos e pediu apoio do funcionalismo à agenda que, segundo ele, visa a modernização e a meritocracia.

O ministro disse já ter sido mal interpretado ao falar sobre os gastos proporcionalmente elevados de alguns municípios e Estados com o funcionamento da máquina pública, o que levaria algumas unidades a ter uma relação "parasitária".

"Na mesma hora (disseram) 'ele está xingando os funcionários públicos". Eu nunca xinguei", disse Guedes, ressaltando que sua mãe é funcionária pública.

(Por Isabel Versiani)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos