Mercado fechado
  • BOVESPA

    125.052,78
    -1.093,88 (-0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.268,45
    +27,94 (+0,06%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,17
    +0,26 (+0,36%)
     
  • OURO

    1.802,10
    -3,30 (-0,18%)
     
  • BTC-USD

    34.360,68
    +667,58 (+1,98%)
     
  • CMC Crypto 200

    786,33
    -7,40 (-0,93%)
     
  • S&P500

    4.411,79
    +44,31 (+1,01%)
     
  • DOW JONES

    35.061,55
    +238,20 (+0,68%)
     
  • FTSE

    7.027,58
    +59,28 (+0,85%)
     
  • HANG SENG

    27.321,98
    -401,86 (-1,45%)
     
  • NIKKEI

    27.548,00
    +159,80 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.091,25
    +162,75 (+1,09%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1216
    +0,0014 (+0,02%)
     

Internet fixa no Brasil supera média de 100 Mbps pela 1ª vez

·3 minuto de leitura

A internet fixa no Brasil chegou pela primeira vez a uma velocidade de download de 100,4 Mbps (megabits por segundo) de acordo com a Ookla, empresa de análise de redes e criadora do serviço Speedtest. Já no celular, esse mesmo índice chegou a 32,7 Mbps.

O índice brasileiro na internet fixa é só um pouco maior que a média global de 106 Mbps. No móvel, também estamos bem aquém, pois a média mundial é de 55,3 Mbps. O levantamento da Ookla abrange o segundo trimestre deste ano.

Isso coloca o Brasil como 46º lugar na banda larga fixa, na frente de Malásia e Itália, mas atrás de Áustria e Eslováquia. O líder é Mônaco (260 Mbps), seguido de Singapura (252 Mbps) e Hong Kong (248 Mbps). Na conexão móvel, estamos em 76º, entre Filipinas e Armênia. O top 3 é composto pelos Emirados Árabes (193 Mbps), depois Coreia do Sul (180 Mbps) e Qatar (171 Mbps).

Imagem: Reprodução/Unsplash
Imagem: Reprodução/Unsplash

Voltando ao Brasil, a Vivo foi a provedora de banda larga fixa mais rápida entre as principais provedoras, com 93,23 Mbps. A Oi ficou em segundo lugar com 78,9 Mbps, e a Claro em terceiro com 75,8 Mbps. No celular, a Claro venceu com 42,61 Mbps, seguida de Vivo (31,4 Mbps), TIM (26 Mbps) e Oi (22,9 Mbps).

Entre as cidades mais populosas, sete delas alcançaram download de banda larga fixa de mais de 100 Mbps. Goiânia pegou o topo do pódio com download de 130,15 Mbps e upload de 76,98 Mbps. Brasília teve a velocidade média de download móvel mais rápida, 43,74 Mbps.

Outro índice interessante da Ookla é o de consistência, que reflete a porcentagem das amostras de dados de um provedor que atendem aos limites mínimos de velocidades de download e upload. Na banda larga fixa e móvel 5G, o mínimo de download considerado é de 25 Mbps (recomendado para streaming em resolução de tela 4K) e o de upload, 3 Mbps. Para outros tipos de conexão móvel (4G e 3G), o mínimo de download é de 5 Mbps (recomendado para streaming em HD) e de upload, 1 Mbps.

Nesse sentido, a Claro liderou de novo nos celulares, com índice de consistência de 87,8%. Depois veio a TIM (85,1%), a Vivo (83,7%) e a Oi (76,8%). Na fixa, a Vivo chegou a 77,4%, contra 77,4% da Claro e 72,6% da Oi.

Cidades com melhor internet fixa

  1. Goiânia: 130.15 Mbps (download); 76.98 Mbps (upload); 12 milissegundos (latência)

  2. Brasília: 115.66 Mbps (download); 45.58 Mbps (upload); 15 milissegundos (latência)

  3. Belo Horizonte: 108.17 Mbps (download); 42.73 Mbps (upload); 16 milissegundos (latência)

  4. Manaus: 105.44 Mbps (download); 48.17 Mbps (upload); 18 milissegundos (latência)

  5. Curitiba: 105.37 Mbps (download); 51.25 Mbps (upload); 12 milissegundos (latência)

  6. Fortaleza: 105.14 Mbps (download); 66.66 Mbps (upload); 9 milissegundos (latência)

  7. São Paulo: 104.29 Mbps (download); 53.22 Mbps (upload); 13 milissegundos (latência)

  8. Rio de Janeiro: 94.88 Mbps (download); 36.47 Mbps (upload); 14 milissegundos (latência)

  9. Salvador: 89.70 Mbps (download); 48.53 Mbps (upload); 12 milissegundos (latência)

  10. Recife: 86.66 Mbps (download); 52.07 Mbps (upload); 11 milissegundos (latência)

Cidades com melhor internet móvel

  1. Brasília: 43.74 (download); 14.59 Mbps (upload); 29 milissegundos (latência)

  2. Curitiba: 38.37 (download); 11.78 Mbps (upload); 30 milissegundos (latência)

  3. Rio de Janeiro: 37.11 (download); 11.97 Mbps (upload); 29 milissegundos (latência)

  4. São Paulo: 36.73 (download); 11.36 Mbps (upload); 29 milissegundos (latência)

  5. Salvador: 34.18 (download); 12.51 Mbps (upload); 37 milissegundos (latência)

  6. Goiânia: 31.53 (download); 11.98 Mbps (upload); 36 milissegundos (latência)

  7. Belo Horizonte: 30.53 (download); 12.02 Mbps (upload); 29 milissegundos (latência)

  8. Fortaleza: 28.74 (download); 11.29 Mbps (upload); 27 milissegundos (latência)

  9. Recife: 26.11 (download); 10.87 Mbps (upload); 43 milissegundos (latência)

  10. Manaus: 25.76 (download); 11.33 Mbps (upload); 41 milissegundos (latência)

Segundo a Resolução nº 574/2011 da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), as operadoras deve entregar pelo menos 80% da velocidade de internet contratada.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos