Mercado fechado

Inter faz sondagem por Chará, que também foi procurado por clube estrangeiro

Atlético recebeu sondagens por Chará, contratado por R$ 27 milhões durante a temporada 2018 (Alessandra Torres/AGIF)

Sem entrar em campo desde o fim de setembro, por causa de uma lesão muscular, o colombiano Yimmy Chará não tem previsão de quando voltará a jogar pelo Atlético-MG. E caso não volte a jogar nesta temporada, é possível até mesmo que o meia-atacante nem atue mais pelo clube mineiro. Algumas equipes já sondaram o camisa 8 atleticano e o Internacional está entre elas.

SIGA O YAHOO ESPORTES NO INSTAGRAM

Num primeiro momento, o Inter consultou se existe interesse de Chará e também se o Atlético está disposto a negociar o jogador. Por parte do clube a resposta foi positiva. No entanto, o Galo quer uma boa compensação financeira, já que pagou caro pelo atacante. Por se tratar de um jogador que completará 29 anos em abril do ano que vem, o Colorado parece não estar disposto a fazer um grande investimento.

Leia também:

Tanto é assim, que a preferência da diretoria atleticana é por uma eventual transferência para fora do Brasil. E além do clube gaúcho, Chará também já foi procurado por uma equipe estrangeira. O futebol da Arábia Saudita aparece como um possível destino para o atleticano.

No fim de outubro o presidente Sérgio Sette Câmara chegou a comentar sobre a possibilidade de o jogador não seguir no Atlético em 2020. O mandatário revelou ter uma proposta por Chará, que custou cerca de R$ 27 milhões ao Galo.

“Jogador bom custa caro. Eu acho um Chará um ótimo jogador, e ele continua valendo esse valor. Eu tenho uma proposta bem próxima disso por ele, está na mesa. Vamos ver e analisar se ele fica ou não. É um patrimônio”, contou Sette Câmara, sem revelar a origem da oferta pelo jogador.

Venda para quitar dívida

Negociar Chará não é uma prioridade, mas pode ser a solução do Atlético para quitar a compra do próprio jogador. Contratado durante a temporada 2008, o colombiano chegou à Cidade do Galo por 6 milhões de dólares (R$ 27 milhões na cotação da época). No entanto, o Junior Barranquilla não recebeu o valor na totalidade, e algumas parcelas estão atrasadas. A quantia que o Atlético ainda precisa pagar é mantida em sigilo pelas duas partes.

A possibilidade de recuperar o dinheiro investido e ainda ficar livre de uma dívida grande fazem com que o Atlético veja com bons olhos uma eventual venda de Chará. Isso vale para possíveis negociações com clubes brasileiros ou estrangeiros. O jogador colombiano tem contrato com o Galo até dezembro de 2023.

Veja mais sobre futebol mineiro no Blog de Victor Martins

Siga o Yahoo Esportes

Twitter |Flipboard |Facebook |Spotify |iTunes |Playerhunter