Mercado fechará em 40 mins
  • BOVESPA

    130.006,95
    -201,01 (-0,15%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.865,25
    -164,29 (-0,32%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,25
    +1,37 (+1,93%)
     
  • OURO

    1.858,80
    -7,10 (-0,38%)
     
  • BTC-USD

    40.511,43
    +1.062,40 (+2,69%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.008,27
    -2,33 (-0,23%)
     
  • S&P500

    4.250,36
    -4,79 (-0,11%)
     
  • DOW JONES

    34.322,82
    -70,93 (-0,21%)
     
  • FTSE

    7.172,48
    +25,80 (+0,36%)
     
  • HANG SENG

    28.638,53
    -203,60 (-0,71%)
     
  • NIKKEI

    29.441,30
    +279,50 (+0,96%)
     
  • NASDAQ

    14.030,00
    -94,75 (-0,67%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1168
    -0,0147 (-0,24%)
     

Inteligência artificial aperfeiçoa escrita e pode guinar a desinformação

·2 minuto de leitura

A inteligência artificial é um avanço da tecnologia que inova diversas tarefas rotineiras. Cada vez mais lapidada, a ferramenta já é capaz de gerar um texto coerente, levantando também a questão de que pode ser usada como uma fonte de desinformação e mais notícias falsas.

Uma equipe de especialistas em desinformação demonstrou como é poderoso o algoritmo, chamado GPT-3. Por mais que a inteligência artificial possa não ser compatível, os resultados sugerem que a tecnologia pode amplificar algumas formas de enganar as pessoas.

Ao longo de seis meses, um grupo do Centro de Segurança e Tecnologia Emergente da Universidade de Georgetown usou GPT-3 para gerar desinformação, como: histórias em torno de uma narrativa falsa, artigos de notícias alterados e tuítes sobre pontos específicos de desinformação.

“Com um pouco de curadoria humana, o GPT-3 é bastante eficaz” quando se trata de enganar e promover fake news, disse Ben Buchanan, professor de Georgetown envolvido no estudo. Além disso, os pesquisadores dizem que o GPT-3 – ou um algoritmo de linguagem de inteligência artificial parecida – pode ser bem convincente para gerar mensagens curtas nas redes sociais.

Leia mais:

Além disso, os pesquisadores descobriram que a escrita da inteligência artificial pode influenciar as opiniões de diversos leitores. Um dos professores da Universidade de Indiana, Mike Gruszczynski contou que não ficaria surpreso em ver a inteligência artificial assumir um papel maior nas campanhas de desinformação.

Ele ressalta que os robôs têm desempenhado um papel fundamental na divulgação de notícias falsas nos últimos anos, com isso, a inteligência artificial pode ser usada para gerar fotos falsas de perfis de mídia social: “Eu realmente acho que o céu é o limite, infelizmente.”

Os pesquisadores da OpenAI criaram o GPT-3 alimentando grandes quantidades de texto extraído de fontes da web (como o Wikipedia e Reddit), para um algoritmo de inteligência artificial lidar com a linguagem. 

O GPT-3 atinge os usuários com o domínio da linguagem e o desafio é se comportar cada vez mais como um humano. Buchanan esclareceu que o algoritmo não parece ser capaz de gerar artigos coerentes e persuasivos de maneira confiável ainda. “Os adversários com mais dinheiro, mais capacidades técnicas e menos ética poderão usar melhor a inteligência artificial”, relatou.

Fonte: Wired

Já assistiu aos nossos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!