Mercado fechará em 2 h 53 min
  • BOVESPA

    113.687,11
    +404,44 (+0,36%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.554,90
    +449,19 (+0,88%)
     
  • PETROLEO CRU

    75,42
    +1,44 (+1,95%)
     
  • OURO

    1.752,40
    +0,70 (+0,04%)
     
  • BTC-USD

    43.145,46
    -171,29 (-0,40%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.069,29
    -32,23 (-2,93%)
     
  • S&P500

    4.443,59
    -11,89 (-0,27%)
     
  • DOW JONES

    34.914,95
    +116,95 (+0,34%)
     
  • FTSE

    7.063,40
    +11,92 (+0,17%)
     
  • HANG SENG

    24.208,78
    +16,62 (+0,07%)
     
  • NIKKEI

    30.240,06
    -8,75 (-0,03%)
     
  • NASDAQ

    15.134,25
    -184,50 (-1,20%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2732
    +0,0176 (+0,28%)
     

Intelbras é a primeira empresa a fabricar dispositivos 5G no Brasil

·2 minuto de leitura

A Intelbras anunciou nesta terça-feira (24) que será a primeira empresa a produzir em solo brasileiro dispositivos que aproveitarão a futura rede 5G que deve chegar ao país de forma maciça até 2022. Em parceria com a Qualcomm, a companhia anunciou o lançamento do primeiro deles: uma linha 5G Customer Premise Equipment (CPE), formado por dispositivos semelhantes a roteadores, que fazem a conexão entre os dispositivos da casa e a conexão 5G, usando o padrão Wi-Fi 6 Mesh. As linhas de dispositivos serão fabricadas em sua fábrica na cidade de São José, em Santa Catarina.

O primeiro dispositivo a ser fabricado a partir dessa parceria utilizará a plataforma Qualcomm 5G Fixed Wireless Access (FWA) de 2ª geração, com o sistema Snapdragon X62 5G Modem-RF e soluções de Wi-Fi 6 e 6E, ambas também da fabricante de chipsets norte-americana. O acordo com a Qualcomm será plurianual, com a Intelbras tendo como objetivo integrar a cadeia mundial de produção 5G, principalmente de soluções baseadas no SDX 62.

Roteador Intelbras Wi-Fi 6 Mesh com tecnologia Qualcomm (Imagem: Divulgação / Intelbras)
Roteador Intelbras Wi-Fi 6 Mesh com tecnologia Qualcomm (Imagem: Divulgação / Intelbras)

A iniciativa quer suprir a demanda de operadoras e provedores de internet no Brasil, principalmente com o leilão das frequências para o 5G batendo na porta. Previsto para ocorrer em outubro, o evento trará consigo a necessidade de desenvolvimento do ecossistema de dispositivos 5G e Wi-Fi 6 no País.

5G FWA

Ainda a partir da parceria com Qualcomm, a Intelbras produzirá soluções 5G FWA, fornecendo conectividade com velocidade e latência semelhantes à fibra óptica, sem a necessidade de cabeamento e instalação na última milha (last mile). A tecnologia 5G FWA vem sendo chamada de Fiber Through the Air ("Fibra pelo Ar" na tradução livre), a qual proporcionará a oferta de serviços avançados para residências e escritórios. Isso inclui aplicações em streaming de vídeos com resolução 4k e 8k, dispositivos de internet das coisas (IoT), jogos online com baixíssima latência, aplicações de realidade virtual, entre outros. Os produtos deverão estar disponíveis a partir de 2022.

“Temos um relacionamento longo e próximo com os ISPs (Provedor de Serviços de Internet) e operadoras de telefonia. Isso permitirá que a Intelbras facilite a pulverização das tecnologias Wi-Fi e 5G no país, já que nossa marca tem presença em 98% dos municípios brasileiros”, explica Altair Silvestri, CEO da Intelbras.

“A Qualcomm dá mais um passo em direção à proliferação de 5G no Brasil. Estamos orgulhosos de nossa colaboração com a Intelbras, com quem trabalhamos há muitos anos", comenta Luiz Tonisi, vice-presidente da Qualcomm Serviços de Telecomunicações e presidente da Qualcomm América Latina. “Com a decisão da Anatel de exigir o Release 16 nas implementações das redes 5G, produtos como smartphones, hotspots e CPEs FWA precisam suportar o modo 5G standalone (também chamado "5G puro") para atender aos requisitos das Parcerias Público Privadas (PPPs) e das grandes operadoras de telefonia”, acrescenta.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos