Mercado fechado
  • BOVESPA

    121.800,79
    -3.874,54 (-3,08%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.868,32
    -766,28 (-1,48%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,81
    +0,19 (+0,26%)
     
  • OURO

    1.812,50
    -18,70 (-1,02%)
     
  • BTC-USD

    41.567,81
    -37,01 (-0,09%)
     
  • CMC Crypto 200

    955,03
    +5,13 (+0,54%)
     
  • S&P500

    4.395,26
    -23,89 (-0,54%)
     
  • DOW JONES

    34.935,47
    -149,06 (-0,42%)
     
  • FTSE

    7.032,30
    -46,12 (-0,65%)
     
  • HANG SENG

    25.961,03
    -354,29 (-1,35%)
     
  • NIKKEI

    27.283,59
    -498,83 (-1,80%)
     
  • NASDAQ

    14.966,50
    -71,25 (-0,47%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1880
    +0,1475 (+2,44%)
     

Intel Xeon Sapphire Rapids vaza com 20 núcleos; linha deve chegar apenas em 2022

·3 minuto de leitura

Pressionada pela AMD em todos os segmentos, a Intel tentou reconquistar a confiança de clientes no mercado de servidores com o lançamento da 3ª geração de processadores Xeon Scalable em abril deste ano. Parte da família Ice Lake, baseada na litografia de 10 nm, os chips mostraram uma evolução notável em comparação aos antecessores, mas ainda deixaram a desejar frente aos rivais EPYC.

A esperança da empresa está na aguardada família Sapphire Rapids, que adotaria o novo processo de 10 nm Enhanced SuperFin (ESF) e os núcleos Golden Cove, previstos para estrear com a 12ª geração de processadores Alder Lake para consumidores. As novidades trariam ganhos substanciais de performance, conseguindo assim manter a competitividade no segmento.

Agora, tivemos a primeira amostra do que podemos esperar das novas soluções para servidores da Intel — um modelo da linha acaba de ser encontrado no banco de dados do Geekbench, com 20 núcleos e 40 threads, exibindo resultados um tanto decepcionantes.

Intel Xeon Sapphire Rapids surge no Geekbench

A máquina em questão foi testada no Geekbench 4, versão mais antiga do benchmark, e encontrava-se em uma configuração 2S, ou seja, com duas CPUs Sapphire Rapids. Cada um dos processadores contava com 20 núcleos e 40 threads, além de 37,5 MB de cache L3 e 20 MB de cache L2, totalizando assim 40 núcleos e 80 threads e 75 MB de cache L3.

A linha Sapphire Rapids promete melhorias significativas frente aos antecessores, incluindo processo de 10 nm ESF, memórias HBM para alta largura de banda e mais (Imagem: Reprodução/VideoCardz)
A linha Sapphire Rapids promete melhorias significativas frente aos antecessores, incluindo processo de 10 nm ESF, memórias HBM para alta largura de banda e mais (Imagem: Reprodução/VideoCardz)

Os chips contam com clock base de 1,5 GHz, mas são capazes de atingir os 4,7 GHz, velocidade bastante elevada para chips de servidor. Acompanhando as CPUs estão 32 GB de RAM, possivelmente no padrão DDR5, considerando que a família Sapphire Rapids será compatível com o novo tipo de memórias. Nessas condições, os resultados não impressionam.

A combinação de CPUs marcou apenas 1.340 pontos em single-core, e 31.666 pontos em multi-core, números bastante baixos considerando não apenas a contagem de núcleos, como também a nova microarquitetura empregada pela Intel. Ainda assim, há alguns pontos que precisam ser levados em conta: tratam-se de unidades iniciais de testes, que costumam apresentar performance baixa.

Os testes não impressionam, mas os resultados devem melhorar até o lançamento da linha (Imagem: Reprodução/WCCFtech)
Os testes não impressionam, mas os resultados devem melhorar até o lançamento da linha (Imagem: Reprodução/WCCFtech)

Fora isso, o benchmark utilizado é antigo, e é praticamente certo que veremos números significativamente maiores conforme o lançamento estiver próximo. No entanto, ainda deve demorar para vermos os novos Sapphire Rapids chegarem ao mercado, como aponta rumor recente.

Novos chips chegam apenas no final de 2022

Segundo fontes do site VideoCardz, a linha Sapphire Rapids teria sido adiada para o último trimestre de 2022, entre os meses de outubro e dezembro. Acreditava-se anteriormente que a família seria lançada ainda em 2021. Outro ponto curioso é que as informações sugerem que os novos processadores também devem ser sucessores da linha Cascade Lake-X.

O novo rumor sugere que a família Sapphire Rapids chega apenas no final de 2022, para servidores e agora também para computadores HEDT (Imagem: Reprodução/WCCFtech)
O novo rumor sugere que a família Sapphire Rapids chega apenas no final de 2022, para servidores e agora também para computadores HEDT (Imagem: Reprodução/WCCFtech)

Na prática, isso faria dos chips concorrentes diretos da família Threadripper da AMD, estando posicionados na divisa entre consumidores comuns e computação de alta performance (HPC), segmento conhecido como High-End Desktop (HEDT). Além disso, a série Sapphire Rapids adotaria uma plataforma nova, a W790, encerrando o uso do X para identificar as soluções HEDT da Intel.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos