Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.036,79
    +2.372,44 (+2,20%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.626,80
    -475,75 (-1,05%)
     
  • PETROLEO CRU

    79,74
    -1,49 (-1,83%)
     
  • OURO

    1.668,30
    -0,30 (-0,02%)
     
  • BTC-USD

    19.149,66
    -186,61 (-0,97%)
     
  • CMC Crypto 200

    443,49
    +0,06 (+0,01%)
     
  • S&P500

    3.585,62
    -54,85 (-1,51%)
     
  • DOW JONES

    28.725,51
    -500,10 (-1,71%)
     
  • FTSE

    6.893,81
    +12,22 (+0,18%)
     
  • HANG SENG

    17.222,83
    +56,96 (+0,33%)
     
  • NIKKEI

    25.937,21
    -484,84 (-1,83%)
     
  • NASDAQ

    11.058,25
    -170,00 (-1,51%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,3079
    +0,0099 (+0,19%)
     

Intel Processor é anunciada para substituir marcas Celeron e Pentium

Em comunicado divulgado nesta sexta-feira (16), a Intel anunciou que substituirá as já tradicionais marcas Celeron e Pentium pela inédita "Intel Processor". A mudança começa a valer a partir de 2023 entre os notebooks mais básicos, mas ainda não está totalmente claro quais modelos de CPU serão oferecidos, nem se outros segmentos, como o de desktops, também serão afetados pela novidade.

Segundo o anúncio, os novos processadores Intel Processor atenderão ao segmento de "produtos essenciais" — em que computadores básicos de entrada se encaixam — e substituirão as linhas Celeron e Pentium nos notebooks de 2023. A ideia por trás da decisão seria oferecer uma marca mais sucinta e dar ainda mais foco às família Intel Core, Intel Evo e Intel vPro, destinadas a ultrabooks e dispositivos de alta performance.

A marca Intel Processor substituirá as linha Pentium e Celeron a partir de 2023 em notebooks básicos (Imagem: Intel)
A marca Intel Processor substituirá as linha Pentium e Celeron a partir de 2023 em notebooks básicos (Imagem: Intel)

Outro benefício proporcionado pela modificação, de acordo com a Intel, seria o aprimoramento na comunicação do valor proposto por cada produto aos consumidores, em virtude da simplificação de marcas oferecidas entre todos os segmentos do mercado de PCs. Também é destacado como a marca Intel Processor será usada para identificar múltiplas famílias de futuras CPUs, já que os modelos que estão no mercado não sofrerão modificações.

Apesar dos detalhes divulgados, ainda não está claro se a mudança afetará apenas os chips destinados a laptops, ou se eventualmente veremos a nova nomenclatura chegar aos desktops. Independente disso, a estratégia simboliza o fim de uma era, considerando que as marcas Celeron e Pentium foram utilizadas pela gigante em CPUs desde 1998 e 1993, respectivamente.

Intel Processor pode ser detalhado ainda em setembro

No próximo dia 27 de setembro, a Intel realizará o Innovation, evento em que discutirá algumas das principais inovações que trará ao mercado nos setores de data center, veículos autônomos e Inteligência Artificial.

Novidades para os consumidores comuns também são esperadas — a empresa deve revelar a aguardada família Intel Raptor Lake de 13ª geração para gamers e entusiastas, com saltos marcantes na contagem de núcleos e nas frequências de operação.

Diante disso, é provável que a gigante de Santa Clara traga mais informações sobre a chegada da família Intel Processor durante o evento, possivelmente detalhando melhor a estratégia da adoção da marca e, com sorte, revelando os primeiros modelos a compor a linha estreante.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: