Mercado abrirá em 3 mins
  • BOVESPA

    108.013,47
    +1.345,81 (+1,26%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.823,23
    -408,97 (-0,77%)
     
  • PETROLEO CRU

    86,79
    -0,17 (-0,20%)
     
  • OURO

    1.839,10
    -4,10 (-0,22%)
     
  • BTC-USD

    42.116,51
    +160,52 (+0,38%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.000,25
    +5,51 (+0,55%)
     
  • S&P500

    4.532,76
    -44,35 (-0,97%)
     
  • DOW JONES

    35.028,65
    -339,82 (-0,96%)
     
  • FTSE

    7.581,71
    -7,95 (-0,10%)
     
  • HANG SENG

    24.952,35
    +824,50 (+3,42%)
     
  • NIKKEI

    27.772,93
    +305,70 (+1,11%)
     
  • NASDAQ

    15.154,75
    +121,25 (+0,81%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1647
    -0,0027 (-0,04%)
     

Intel planeja retomada com novas fábricas de chips na Europa

·2 min de leitura

(Bloomberg) -- A iniciativa global de aumento de capacidade da Intel incluirá novas instalações na França e Itália e uma grande fábrica na Alemanha, de acordo com pessoas a par das negociações.

Most Read from Bloomberg

A França terá um centro de pesquisa e design e a Itália terá uma planta dedicada a teste e montagem, segundo as fontes, que pediram anonimato porque o plano ainda não foi anunciado. A fábrica principal provavelmente será construída na Alemanha. Essa expansão custará dezenas de bilhões de dólares.

O CEO Pat Gelsinger vem tentando recuperar o prestígio da maior fabricante mundial de semicondutores. A empresa perdeu sua vantagem tecnológica para a concorrência e cedeu participação de mercado. O enorme investimento visa reverter esse quadro. Gelsinger também pretende trazer mais capacidade de produção de volta para os EUA e Europa e diminuir o domínio da Ásia.

Representantes dos governos da França, Alemanha e Itália e porta-vozes da Intel nos EUA e Europa se recusaram a comentar.

Para a Europa, a iniciativa poderia reverter o declínio do continente como base de fabricação de chips, uma indústria que movimenta US$ 400 bilhões. A empresa americana tem uma fábrica na Irlanda e existem fábricas de microprocessadores que pertenciam à Advanced Micro Devices em Dresden, na Alemanha, e passaram para a Globalfoundries. No entanto, as plantas europeias geralmente não fabricam os semicondutores de lógica avançada que são o que há de mais moderno no segmento.

NXP Semiconductors e STMicroelectronics são as duas maiores fabricantes de chips do continente. Ambas se concentram em autopeças ou componentes para outros equipamentos, enquanto a Intel é especializada em chips avançados para computadores.

A escassez global de semicondutores renovou as preocupações em relação à concentração da produção na Ásia. A Taiwan Semiconductor Manufacturing e a sul-coreana Samsung Electronics fizeram grande progresso na produção de chips, forçando a Intel a correr atrás. Gelsinger argumenta que distribuir a capacidade de produção pelo mundo contribuiria para evitar os gargalos de abastecimento que têm prejudicado setores inteiros este ano, como o automotivo.

Para ajudar a bancar suas ambições, o executivo pediu dinheiro público na forma de incentivos fiscais e subsídios para fabricantes de chips dispostas a construir fábricas nos EUA e Europa.

Most Read from Bloomberg Businessweek

©2021 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos