Mercado fechado
  • BOVESPA

    102.224,26
    -3.586,99 (-3,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.492,52
    -1.132,48 (-2,24%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,15
    -10,24 (-13,06%)
     
  • OURO

    1.788,10
    +1,20 (+0,07%)
     
  • BTC-USD

    55.104,45
    +803,20 (+1,48%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.365,60
    -89,82 (-6,17%)
     
  • S&P500

    4.594,62
    -106,84 (-2,27%)
     
  • DOW JONES

    34.899,34
    -905,04 (-2,53%)
     
  • FTSE

    7.044,03
    -266,34 (-3,64%)
     
  • HANG SENG

    24.080,52
    -659,64 (-2,67%)
     
  • NIKKEI

    28.751,62
    -747,66 (-2,53%)
     
  • NASDAQ

    16.051,00
    -315,00 (-1,92%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3485
    +0,1103 (+1,77%)
     

Intel Core i9 12900K com DDR5 bate múltiplos recordes mundiais de overclocking

·5 min de leitura

A 12ª geração de processadores Intel Alder Lake foi lançada na semana passada, trazendo como principais novidades a chegada da litografia de 10 nm e a estreia da arquitetura híbrida da empresa em desktops, empregando uma combinação de núcleos de alto desempenho com núcleos de baixo consumo. As mudanças prometem um grande salto de desempenho mesmo frente à concorrência, ponto que parece se cumprir, dadas as condições ideais.

Curiosamente, a Intel também deu ênfase às capacidades de overclocking da nova plataforma, chegando a buscar a quebra de recordes mundiais. Com a chegada da linha ao mercado, fabricantes como MSI, AORUS e ASRock começaram a divulgar resultados de overclocking para promover as próprias placas-mãe baseadas no chipset estreante Z690, atingindo números que impressionam.

Core i9 12900K com RAM DDR5 bate recordes de overclocking

O primeiro grande resultado marcou uma parceria de Intel, ASRock e do overclocker Allen Golibersuch, conhecido pelo apelido Splave, e foi obtido justamente durante o anúncio da 12ª geração de processadores. Utilizando a placa-mãe ASRock Z690 AQUA OC e refrigeração de nitrogênio líquido, Splave atingiu 7,5 GHz nos núcleos de alto desempenho com o CPU-Z, e 6,8 GHz estável em múltiplos programas, além de 8.230 MT/s nas memórias DDR5.

Foto da bancada de testes com placa ASRock Z690 Aqua utilizada por Splave (Imagem: ASRock)
Foto da bancada de testes com placa ASRock Z690 Aqua utilizada por Splave (Imagem: ASRock)

Entre as diversas aplicações profissionais e de testes de desempenho utilizadas, os destaques vão para três mais populares: o Geekbench 5, em que foram atingidos 2.824 pontos em single-core, o Cinebench R23, com 39.427 pontos em multi-core, e o 7Zip, no qual o topo de linha da Intel conseguiu marcar 143.543 pontos, todos resultados que quebram recordes mundiais.

A MSI foi a próxima a anunciar resultados de overclocking, superando os recordes obtidos por Splave e Intel. Com a placa-mãe MEG Z690 Unify-X e memórias DDR5 Kingston Fury Beast, confirmadas para chegar ao Brasil, a empresa conseguiu chegar aos 7,6 GHz na CPU e impressionantes 8.670 MT/s nas memórias. Resultados em aplicações não foram divulgadas, no entanto.

Por fim, a AORUS conseguiu superar ambas ao atingir os 8 GHz em todos os núcleos de alta performance, maior resultado já obtido por uma CPU Intel Core nos últimos anos, utilizando a placa-mãe AORUS Z690 Tachyon, com refrigeração de nitrogênio líquido e voltagem de 1,812 V por núcleo. Também não foram divulgados resultados de testes, mas a empresa revelou a ficha técnica completa da máquina testada.

Todos os resultados marcam melhorias substanciais em relação ao Core i9 10900K e Core i9 11900K, que conseguiram atingir apenas 7,77 GHz e 7,33 GHz, respectivamente, mesmo após meses do lançamento. Entre as razões por trás dos aprimoramentos estão a nova arquitetura redesenhada dos núcleos, além da adoção da litografia de 10 nm, que entrega mais desempenho aquecendo menos que as soluções de 14 nm.

Fruto de um bug?

O usuário @d0cTB no Twitter, que afirma ser um dos responsáveis por desenvolver o CPU-Z Validator, comentou os resultados e jogou um balde de água fria em quem se impressionou pelos números alcançados.

Ele afirma ainda que resultados ainda maiores foram vistos na plataforma logo nos primeiros dias de testes com a linha Alder Lake, chegando a marcas absurdas de até 12 GHz em alguns casos, o que gerou preocupação e o fez entrar em contato não apenas com a Intel como com fabricantes parceiras e overclockers para entender o que estava acontecendo.

Acontece que um erro no PLL das CPU's estava gerando relatórios com valores inconsistentes, algo que precisou ser corrigido pela Intel. Com tudo devidamente corrigido, novos testes foram feitos com centenas de unidades dos chips, e os resultados estáveis alcançados ficaram na casa dos 7 GHz para os testes multi-core, chegando à casa dos 7,6 GHz em "sessões suicidas" de single-core.

Segundo o desenvolvedor, não há como saber se o bug voltou e um novo patch precisará ser entregue pela Intel para corrigi-lo ou se foi alguém devidamente capacitado explorando o problema pelas brechas ainda existentes para gerar os resultados "acima do possível", mas que de forma alguma é plausível que a velocidade de 8 GHz tenha sido alcançada de fato.

Chip chegou oficialmente ao mercado nesta quinta (4)

O Intel Core i9 12900K é o novo processador entusiasta da marca, equipado com 8 P-Cores de alto desempenho rodando a até 5,2 GHz com Hyper-Threading e 8 E-Cores de baixo consumo rodando a até 3,9 GHz, em um total de 16 núcleos e 24 threads. A solução conta ainda com 30 MB de cache L3, 14 MB de cache L2, consumo médio de 125 W e turbo máximo de 241 W.

Com 16 núcleos e 24 threads, o Intel Core i9 12900K e o restante da linha Aler Lake já estão disponíveis (Imagem: Intel)
Com 16 núcleos e 24 threads, o Intel Core i9 12900K e o restante da linha Aler Lake já estão disponíveis (Imagem: Intel)

O chip já está à venda, inclusive no Brasil, com preços que partem dos R$ 4.999. Vale destacar, no entanto, que há apenas alguns kits de 32 GB de memória DDR5 sendo vendidos, por valores na casa dos R$ 3.000, além de alguns modelos de placa Z690, com preços entre os R$ 2.300 e os R$ 3.400.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos