Mercado fechará em 4 h 4 min

Intel cai mais de 16% com atraso no desenvolvimento de chip

Ivan Ryngelblum

A informação anulou o efeito do resultado positivo do crescimento de 22% no lucro líquido da empresa no segundo trimestre As ações da fabricante de microprocessadores Intel fecharam o dia com queda de 16,24%, a US$ 50,59, após a empresa informar ontem que irá atrasar o desenvolvimento de chips de maior potência. No pós-mercado, os papéis sobem 0,02%.

A informação anulou o efeito do resultado positivo do crescimento de 22% no lucro líquido da empresa no segundo trimestre, para US$ 5,1 bilhões, também divulgado ontem, desempenho que ficou acima das expectativas do mercado. A receita subiu mais de 19%, para US$ 19,7 bilhões, também superando as projeções.

Segundo a Intel, a empresa está enfrentando atrasos no desenvolvimento de processadores de sete nanômetros, a base da nova geração de unidades centrais de processamento (CPU, na sigla em inglês). A empresa informou que os trabalhos estão 12 meses atrasados em relação às metas estabelecidas internamente.

A Intel voltou a divulgar projeções para o terceiro trimestre e o acumulado do ano, após retirar os números devido à pandemia de covid-19. Para o trimestre corrente, a empresa espera que a receita alcance US$ 18,2 bilhões, acima da média das estimativas, de US$ 17,9 bilhões.

Para o acumulado do ano, a Intel projeta uma receita de US$ 75 bilhões, acima dos US$ 73,5 bilhões divulgados nas projeções anteriores.

Intel

Associated Press