Mercado fechado
  • BOVESPA

    113.512,38
    +480,41 (+0,43%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.801,68
    +163,32 (+0,34%)
     
  • PETROLEO CRU

    87,13
    -2,28 (-2,55%)
     
  • OURO

    1.790,40
    -7,70 (-0,43%)
     
  • BTC-USD

    23.943,96
    -154,30 (-0,64%)
     
  • CMC Crypto 200

    569,15
    -2,76 (-0,48%)
     
  • S&P500

    4.305,20
    +8,06 (+0,19%)
     
  • DOW JONES

    34.152,01
    +239,57 (+0,71%)
     
  • FTSE

    7.536,06
    +26,91 (+0,36%)
     
  • HANG SENG

    19.830,52
    -210,34 (-1,05%)
     
  • NIKKEI

    28.868,91
    -2,87 (-0,01%)
     
  • NASDAQ

    13.663,50
    -17,75 (-0,13%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2315
    +0,0530 (+1,02%)
     

Intel Arc A750 ganha demonstração e tem suporte a VRR e HDR confirmado

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Em publicação realizada nesta quinta-feira (28), a Intel divulgou uma nova demonstração da Arc A750, placa de vídeo gamer intermediária da companhia, exibindo ainda alguns dos recursos inclusos na família Arc. Concorrente direta de modelos como a GeForce RTX 3060 da Nvidia, a solução do time azul rodava Death Stranding: Director's Cut em resolução Quad HD, exibindo funcionalidades como VRR e HDR.

Intel Arc A750 tem suporte a VRR e HDR confirmado

Os testes foram apresentados por um dos especialistas de Marketing da Intel, Ryan Shrout, e destaca alguns dos principais recursos presentes na família Arc utilizando uma Arc A750. O primeiro deles é a tecnologia de Taxa de Atualização Variável (VRR), ou Adaptive Sync, como é mais conhecido, em que basicamente o monitor é sincronizado à geração de quadros da GPU para impedir que artefatos como tearing se formem.

O executivo explica que a Intel espera que a linha de placas gamer suporte o protocolo na maioria dos monitores compatíveis, enquanto pretende estabelecer um programa para analisar e certificar alguns dos modelos mais populares do mercado. Além da boa novidade, o ponto que mais chama atenção é o nível de desempenho apresentado pela A750.

Arc A750 é capaz de rodar Death Stranding em Quad HD na qualidade padrão entregando taxas de 80 FPS a 100 FPS (Imagem: Intel)
Arc A750 é capaz de rodar Death Stranding em Quad HD na qualidade padrão entregando taxas de 80 FPS a 100 FPS (Imagem: Intel)

Conforme esclarecido posteriormente, o componente rodava Death Stranding na qualidade gráfica padrão em resolução Quad HD, de 2560 x 1440 pixels, atingindo taxas de quadro entre 80 FPS e 100 FPS. Shrout exibiu em seguida as capacidades de HDR da GPU, utilizando um monitor Alienware QD-OLED, mas destacou não ser possível demonstrar a qualidade oferecida através do vídeo.

O trecho acabou atuando como uma confirmação do suporte à tecnologia de amplo alcance dinâmico, bem como uma amostra da potência da Arc A750 em resoluções mais altas — ainda no preset padrão, o game rodava na resolução ultrawide nativa do painel, de 3440 x 1440 pixels, significativamente mais pesada que o Quad HD tradicional.

Por fim, o especialista de Marketing comentou a respeito das conexões de vídeo da linha Arc, em específico dos protocolos HDMI suportados. Por padrão, as placas contarão com HDMI 2.0, o que impossibilita a exibição de altas taxas de quadro em painéis com resolução 4K ou superior. Dito isso, os componentes terão acesso ao DisplayPort 2.0 e, a partir disso, a gigante disponibilizará às fabricantes parceiras de placas e notebooks uma solução engenhosa.

As marcas interessadas em fornecer HDMI 2.1 aos consumidores terão auxílio da Intel para a instalação de chips de conversão de protocolo, ou PCONs, que rotearão o sinal de DisplayPort para as portas HDMI, virtualmente habilitando o HDMI 2.1. A modificação é opcional, e o impacto nas portas DisplayPort ainda não está claro, mas é provável que se trate de uma troca.

Placa seria até 17% mais rápida que RTX 3060

A nova demonstração não chegou a divulgar informações sobre aspectos mais técnicos da placa, mas testes publicados pela gigante de Santa Clara na semana passada traziam os primeiros detalhes das especificações da solução. A Intel Arc A750 é uma GPU posicionada no segmento intermediário avançado, trazendo chip ACM-G10 com 24 Xe-Cores, compostos por 384 Vector Engines para um total de 3.072 núcleos.

Voltada para o segmento intermediário avançado, a Intel Arc A750 traz 3.072 núcleos, 8 GB de VRAM GDDR6 e consumo de referência estabelecido em 225 W (Imagem: Intel)
Voltada para o segmento intermediário avançado, a Intel Arc A750 traz 3.072 núcleos, 8 GB de VRAM GDDR6 e consumo de referência estabelecido em 225 W (Imagem: Intel)

O modelo conta ainda com 8 GB de VRAM GDDR6 e consumo referência de 225 W, devendo se posicionar entre a RTX 3060 e a RTX 3070 — segundo os resultados divulgados pela Intel, a A750 seria até 17% mais potente que a RTX 3060 em jogos totalmente otimizados para a microarquitetura Xe-HPG, agrupados em uma categoria chamada pela companhia de "Tier 1".

Os principais games usados pela marca como exemplo incluem F1 2021 (17% de vantagem), Cyberpunk 2077 (15%), Control (14%), Borderlands 3 (13%) e Fortnite (6%). Por ser uma estreante no mercado de GPUs gamer dedicadas, a gigante optou por focar seus esforços em produções desenvolvidas com APIs gráficas recentes, incluindo DirectX 12 e Vulkan.

Nos títulos totalmente otimizados, a Intel garante que a Arc A750 entrega desempenho até 17% superior frente à Nvidia RTX 3060 (Imagem: Intel)
Nos títulos totalmente otimizados, a Intel garante que a Arc A750 entrega desempenho até 17% superior frente à Nvidia RTX 3060 (Imagem: Intel)

Como resultado, jogos que operam com DirectX11 ou APIs mais antigas não funcionam de maneira apropriada, podendo perder até 50% de desempenho. A empresa pretende contornar esse empecilho trabalhando para aplicar otimizações nos títulos mais jogados, e praticando preços significativamente mais baixos que as placas equivalentes de AMD e Nvidia.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos