Mercado fechará em 4 h 23 min
  • BOVESPA

    108.473,22
    +2.177,04 (+2,05%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.909,21
    +19,55 (+0,04%)
     
  • PETROLEO CRU

    84,94
    +1,18 (+1,41%)
     
  • OURO

    1.810,30
    +14,00 (+0,78%)
     
  • BTC-USD

    63.107,60
    +2.737,20 (+4,53%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.504,29
    +1.261,61 (+519,87%)
     
  • S&P500

    4.551,71
    +6,81 (+0,15%)
     
  • DOW JONES

    35.682,17
    +5,15 (+0,01%)
     
  • FTSE

    7.228,87
    +24,32 (+0,34%)
     
  • HANG SENG

    26.132,03
    +5,10 (+0,02%)
     
  • NIKKEI

    28.600,41
    -204,44 (-0,71%)
     
  • NASDAQ

    15.402,00
    +61,00 (+0,40%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5063
    -0,0745 (-1,13%)
     

Integrante da comitiva de Bolsonaro em Nova York recebe diagnóstico de Covid

·1 minuto de leitura
***ARQUIVO***BRASÍLIA, DF, 13.09.2021 - O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) durante cerimônia de lançamento do programa Habite Seguro, em Brasília. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)
***ARQUIVO***BRASÍLIA, DF, 13.09.2021 - O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) durante cerimônia de lançamento do programa Habite Seguro, em Brasília. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

NOVA YORK, EUA (FOLHAPRESS) - Um integrante da comitiva que foi a Nova York para preparar a viagem do presidente Jair Bolsonaro à Assembleia-Geral da ONU teve resultado positivo em um teste de coronavírus.

A informação foi antecipada pela CNN Brasil e confirmada pela reportagem. O funcionário, que trabalha no cerimonial da Presidência, saiu do Brasil há cerca de 10 dias para ajudar a planejar previamente a logística da viagem.

Ele se sentiu mal na última sexta (17) e teve o diagnóstico de Covid confirmado no sábado (18), um dia antes da chegada do presidente Bolsonaro aos EUA.

A ONU foi avisada do ocorrido. Não está claro em quantas reuniões o funcionário infectado esteve nem se ele foi à sede da entidade nos últimos dias.

Pelo status que ele tem no governo, tudo indica que ele estava hospedado no mesmo hotel usado por Bolsonaro e sua comitiva. Depois que a contaminação foi confirmada, a pessoa foi isolada e ficará 14 dias em quarentena antes de voltar ao Brasil.

Procurada pela reportagem na manhã desta segunda (20), a assessoria de imprensa da Presidência da República disse desconhecer o caso.

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, comentou que não sabia de eventos de contaminação na equipe. "Mas estamos em pandemia, e coisas assim podem acontecer", afirmou.

Bolsonaro deve discursar na abertura da Assembleia-Geral, nesta terça (21).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos