Mercado fechado
  • BOVESPA

    100.998,13
    +75,24 (+0,07%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.652,65
    +727,04 (+1,40%)
     
  • PETROLEO CRU

    69,50
    +1,86 (+2,75%)
     
  • OURO

    1.944,00
    -38,80 (-1,96%)
     
  • Bitcoin USD

    28.098,76
    -123,35 (-0,44%)
     
  • CMC Crypto 200

    614,14
    +9,09 (+1,50%)
     
  • S&P500

    4.002,87
    +51,30 (+1,30%)
     
  • DOW JONES

    32.560,60
    +316,02 (+0,98%)
     
  • FTSE

    7.536,22
    +132,37 (+1,79%)
     
  • HANG SENG

    19.258,76
    +258,05 (+1,36%)
     
  • NIKKEI

    26.945,67
    -388,12 (-1,42%)
     
  • NASDAQ

    12.874,00
    +185,50 (+1,46%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,6364
    +0,0140 (+0,25%)
     

InstaMoney | Golpe oferece dinheiro em troca de curtidas no Instagram

Não acredite caso se depare com vídeos, publicações em redes sociais ou anúncios prometendo pagamentos em troca de curtidas no Instagram. É essa a premissa do aplicativo InstaMoney, que ganhou espaço nas redes sociais ao longo das últimas semanas e divulga uma fraude na qual os usuários podem ganhar até R$ 300 por dia em questão de horas, apenas fazendo uso comum da plataforma e interagindo com publicações.

Anúncios no YouTube, publicações na rede de vídeo, posts em redes sociais e sites suspeitos são usados para ventilar o esquema, que na realidade, cobra uma taxa dos usuários sem nunca entregar o valor prometido. Para entrar no InstaMoney, os interessados precisam pagar R$ 147 para terem acesso a um aplicativo; de acordo com reportagem do Techtudo, entretanto, o valor libera uma série de aulas online sobre como usar a suposta plataforma.

<em>Edições simulam reportagens sobre o InstaMoney em grandes sites e canais de televisão, como forma de dar maior credibilidade para a fraude (Imagem: Captura de tela/Canaltech)</em>
Edições simulam reportagens sobre o InstaMoney em grandes sites e canais de televisão, como forma de dar maior credibilidade para a fraude (Imagem: Captura de tela/Canaltech)

De acordo com a apuração, o sétimo módulo, que ensinaria a efetivamente ganhar dinheiro com a rede, só seria liberado depois de sete dias, expirando o prazo de reembolso da compra feita pelo site. A promessa seria de R$ 1 por curtida realizada no aplicativo, que seria usado por subcelebridades e empreendedores como forma de gerar engajamento orgânico e rápido para suas publicações; assim, ficaria fácil entender de onde vem o dinheiro, se ele existisse.

No site que promove o InstaMoney, também são fraudadas publicações em sites de notícia renomados. Logo de início, o usuário já se depara com um vídeo altamente editado, que traria reportagens de televisão e internet falando sobre o esquema, assim como celebridades da internet; com exceção das montagens usando os domínios jornalísticos conhecidos, entretanto, a suposta solução nunca é citada diretamente por elas.

A pressão é exercida por notícias negativas sobre as altas taxas de desemprego no país e alternadas com sonhos como o de ter a casa própria ou o carro desejado na garagem. Então, é feita a proposta: já que o usuário passa tanto tempo por dia no Instagram, porque não ganhar dinheiro com isso? Seria ótimo, se fosse real.

InstaMoney afirma ter parceria com a Meta, mas é golpe

As condições de uso são tentadoras. Não importa o tamanho do perfil do usuário, apenas sua disposição para realizar múltiplas curtidas por dia nos perfis das subcelebridades que seriam clientes da plataforma. Para garantir uma aparência de legitimidade, além das reportagens editadas, a página também afirma que o InstaMoney é parceiro da Meta, empresa que é dona do Instagram.

<em>Responsáveis pelo InstaMoney afirmam ter parceria com a Meta, dona do Instagram, que inclusive repassaria pagamentos às celebridades que precisam das curtidas dos usuários da plataforma (Imagem: Captura de tela/Canaltech)</em>
Responsáveis pelo InstaMoney afirmam ter parceria com a Meta, dona do Instagram, que inclusive repassaria pagamentos às celebridades que precisam das curtidas dos usuários da plataforma (Imagem: Captura de tela/Canaltech)

Em contato com a reportagem do Techtudo, a companhia negou qualquer parceria desse tipo. Além disso, é sempre importante lembrar que esquemas de compras de curtidas, comentários e outros vão contra os termos da rede social, estejam eles relacionados a perfis reais ou automatizados.

O vídeo de divulgação do InstaMoney também afirma que os influenciadores digitais, além de firmarem parcerias com marcas, também recebem do próprio Instagram de acordo com o número de curtidas que possuem. A alegação é falsa e, pelo menos por enquanto, não existem maneiras de monetizar perfis diretamente pela rede social, muito menos receber da própria Meta por engajamento ou interações diretas.

Os pagamentos de até R$ 300 podem ser transferidos diariamente, com o InstaMoney também sendo divulgado como uma forma de obter independência financeira — afinal de contas, na soma, seriam R$ 9 mil mensais caso o usuário se dedique diariamente às curtidas. Mais uma vez, se trata de uma tática de convencimento bastante usada em golpes desse tipo.

Desconfie de ofertas de dinheiro fácil

Ainda que seja relativamente nova, a tática usada pelo falso aplicativo é antiga e data até mesmo de antes da internet. Promessas de dinheiro fácil são comuns e utilizadas, principalmente, como forma de obter um “investimento inicial” dos interessados, enquanto os retornos prometidos nunca virão. Por isso, fique atento a propostas assim e evite aderir a programas desse tipo.

Um alerta da empresa de cibersegurança Kaspersky sobre golpes no Instagram é taxativo: “se parece bom demais para ser verdade, provavelmente não é.” Como apontam os especialistas, a perspectiva de ganhar dinheiro fácil e rápido pode atrapalhar a capacidade de julgamento das pessoas, principalmente em situações de dificuldades financeiras ou falta de emprego. É justamente nesse sentimento que os golpistas se apoiam para agir.

<em>Sempre desconfie de propostas que envolvam dinheiro fácil ou investimentos com amplo retorno, são táticas que costumam ser usadas para a aplicação de golpes (Imagem: Kate Torline/Unsplash)</em>
Sempre desconfie de propostas que envolvam dinheiro fácil ou investimentos com amplo retorno, são táticas que costumam ser usadas para a aplicação de golpes (Imagem: Kate Torline/Unsplash)

Ignore mensagens, anúncios e publicações que ofereçam dinheiro fácil ou investimentos com alto retorno. Na dúvida, faça pesquisas e busque fontes de informação confiáveis sobre os aplicativos ou sistemas que deseja utilizar; uma busca revelaria, por exemplo, que as reportagens exibidas no site do InstaMoney não existem ou foram editadas, falando originalmente de outros assuntos.

A Kaspersky também indica atenção com estranhos seguindo perfis e engajando para, depois, entrar em contato por mensagem direta — seria uma forma de estabelecer confiança. Nunca passe dados pessoais, preencha cadastros ou entregue informações a eles ou sites indicados por eles ou em publicações encontradas na plataforma, pelo menos, não sem antes ter certeza absoluta de estar acessando um domínio legítimo. Novamente, uma pesquisa ou olhada nos perfis legítimos de marcas pode resolver essa dúvida.

Caso tenha comprado o InstaMoney, você pode contestar a compra em seu cartão de crédito, por se tratar de um golpe — mas fique atento, quanto mais tempo passar, mais difícil deve ser esse processo. No caso de acertos feitos por meio de Pix ou boleto, entretanto, a devolução do dinheiro passa a ser mais difícil, já que o valor é enviado diretamente para a conta dos responsáveis pela suposta plataforma.

Com informações da Kaspersky.

Desativar verificaçãoSugestões PremiumDesativar verificaçãoSugestões PremiumDesativar verificaçãoSugestões Premium

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: