Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.439,37
    -2.354,63 (-2,07%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.307,71
    -884,59 (-1,69%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,96
    -0,65 (-0,90%)
     
  • OURO

    1.751,40
    -5,30 (-0,30%)
     
  • BTC-USD

    47.394,81
    -903,30 (-1,87%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.193,48
    -32,05 (-2,61%)
     
  • S&P500

    4.432,99
    -40,76 (-0,91%)
     
  • DOW JONES

    34.584,88
    -166,42 (-0,48%)
     
  • FTSE

    6.963,64
    -63,84 (-0,91%)
     
  • HANG SENG

    24.920,76
    +252,96 (+1,03%)
     
  • NIKKEI

    30.500,05
    +176,75 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.282,75
    -226,75 (-1,46%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1994
    +0,0146 (+0,24%)
     

Instagram vai aprimorar buscas para você encontrar exatamente o que procura

·5 minuto de leitura

Em continuidade aos posts sobre como funciona o Instagram, o chefe da rede social, Adam Mosseri, produziu um novo material no qual detalha o sistema de buscas. Por que você recebe determinada foto ou perfil quando usa a ferramenta de lupa da rede? Há uma parte do algoritmo específica para responder a isso e entregar os resultados mais próximos da expectativa do usuário.

O responsável pela maior rede social de fotos do mundo explicou que a pesquisa foi aprimorada ao longo dos anos para ajudar pessoas a encontrar contas e tópicos do seu interesse. Diferentemente do feed, dos stories e dos reels, o enfoque aqui é muito mais binário: você acha o resultado almejado ou se frustra.

A busca tem critérios específicos para enregar resultados (Imagem: Reprodução/Instagram)
A busca tem critérios específicos para enregar resultados (Imagem: Reprodução/Instagram)

Ao tocar na barra de pesquisa, na guia Explorar, a primeira coisa que a pessoa vê são suas últimas pesquisas. Assim que começa a digitação, o sistema exibirá fotos, contas, hashtags, áudios e locais com correspondência ao texto. Se você procurar pelo termo "tech" no Brasil, possivelmente vai encontrar alguns perfis da área tecnológica, diferentemente de alguém que faça a mesma busca na Califórnia, nos Estados Unidos, cujo resultado principal pode ser a Caltech, uma das principais universidades norte-americanas.

Essa exibição é chamada pelo Instagram de sinais, porque elas oferecem os dados preliminares para a composição do resultado. Segundo Mosseri, essa é a ordem relevância usada pelo algoritmo da busca do Instagram:

  1. Texto na Pesquisa: o que está escrito é o sinal mais relevante para a busca. A rede social tentará associar aquele termo aos nomes dos perfis, biografias, hashtags, legendas de fotos e locais.

  2. Atividade: contas que a pessoa já segue, posts visualizados, hashtags acompanhadas ou locais frequentados terão preferência na ordem de exibição.

  3. Popularidade: se o termo digitado for genérico demais ou houver muitos resultados possíveis, o algoritmo retornará com as opções mais populares (mais seguidores, curtidas e engajamentos). A busca inicial de uma pessoa com o nome de Anitta provavelmente terá o perfil oficial da cantora antes de quem você realmente quer encontrar.

Pesquisa aprimorada

Segundo Moseri, a qualidade da busca deve ser aprimorada em breve com melhorias projetadas para ajudar na "inspiração e descoberta". Embora não detalhe do que se trata, o executivo antecipa que haverá mais conexão com os interesses do usuário, provavelmente ao considerar mais o histórico das buscas recentes e o engajamento com perfis.

Em alguns casos, a busca é ajustada para informar e evitar confusões ou perfis falsos (Imagem: Reprodução/Instagram)
Em alguns casos, a busca é ajustada para informar e evitar confusões ou perfis falsos (Imagem: Reprodução/Instagram)

Ele também promete otimização da pesquisa por palavra-chave, o que já está em vigor no caso do inglês, mas também deve chegar a outros idiomas. Isso pode representar menos literalidade na pesquisa e mais contexto. Assim, pode ser mais simples achar o perfil do cantor de um hit pela letra da sua música do que descobrir seu nome de usuário.

Além da entrega esperada, a guia da Busca é onde fica um recurso extremamente popular da plataforma: o Explorar. Ali aparecem posts e vídeos que podem ajudar o usuário a descobrir conteúdos e criadores novos para acompanhar — o Canaltechdestrinchou esse assunto em matéria especial. O foco da plataforma parece estar voltado exatamente para mesclar pesquisa com exploração, ao ponto de que ambos se tornariam um só.

Como otimizar a minha imagem na pesquisa

Todo mundo está nas redes sociais para ser visto, nem que seja somente por amigos ou familiares, por isso é fundamental oferecer métodos para que os outros encontrem seu perfil. O executivo do Instagram reforça que há algumas boas práticas que podem ajudá-lo a ser localizado mais facilmente.

O nome do perfil é a métrica mais relevante: ela precisa refletir o seu nome (ou o da sua empresa) para que seja exibido na busca de forma imediata. Se você quer ser conhecido por algo que faz, Mosseri recomenda inserir termos que tenham relação com as pesquisas na rede. Por exemplo: a não ser que as pessoas o conheçam pelo nome, pode ser mais eficaz usar um perfil @oftalmologiasaopaulo do que o @dr.hubnher_schwarzenegger.

Essa estratégia pode ser replicada nos demais campos do Instagram, em especial na biografia. Esta área existe para esclarecer quem você é, serviços prestados e, principalmente, porque devem segui-lo. Se o perfil é empresarial, experimente colocar palavras-chave relacionadas ao negócio ou produtos para facilitar a localização e a descoberta.

Isso também é fundamental para suas fotos, vídeos e stories postados. Como a busca analisa a legenda das fotos, pode ser uma boa solução usar termos relacionados ao seu perfil nela ou com uma hashtag relevante. Ah, uma dica fundamental da autoridade máxima do Instagram é fazer isso na legenda e não nos comentários — embora não explicite a razão, possivelmente a Pesquisa considera esse campo menos relevante.

O que prejudica sua imagem nas buscas

Em casos particulares, os perfis podem ser mais difíceis de localizar. Isso pode ocorrer se a palavra-chave for genérica demais, como já mencionado, mas também por violações das diretrizes da rede, pela falta de conteúdo ou por práticas de spam. Se algum perfil se enquadrar nestas três restrições, pode ser necessário que o pesquisador digite o nome completo para encontrá-lo.

O post publicado no blog do Instagram ressalta que conteúdos irregulares, mesmo provenientes de contas com boa reputação, serão excluídos e removidos da Pesquisa. Assim, pode ser que algumas buscas não retornem resultado exatamente porque houve alguma violação. Neste caso, o perfil também pode ser punido se insistir na prática irregular ou conforme a gravidade do descumprimento.

Você acha a busca do Instagram eficaz? Quais pontos mudaria se fosse possível? Deixe sua opinião nos comentários.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos