Mercado fechado
  • BOVESPA

    121.800,79
    -3.874,54 (-3,08%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.868,32
    -766,28 (-1,48%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,81
    +0,19 (+0,26%)
     
  • OURO

    1.816,90
    -18,90 (-1,03%)
     
  • BTC-USD

    41.362,49
    +2.361,20 (+6,05%)
     
  • CMC Crypto 200

    955,03
    +5,13 (+0,54%)
     
  • S&P500

    4.395,26
    -23,89 (-0,54%)
     
  • DOW JONES

    34.935,47
    -149,06 (-0,42%)
     
  • FTSE

    7.032,30
    -46,12 (-0,65%)
     
  • HANG SENG

    25.961,03
    -354,29 (-1,35%)
     
  • NIKKEI

    27.283,59
    -498,83 (-1,80%)
     
  • NASDAQ

    14.966,50
    -71,25 (-0,47%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1880
    +0,1475 (+2,44%)
     

Instagram testa função “recompartilhar” visando mais engajamento

·2 minuto de leitura

(Bloomberg) -- O Instagram está experimentando oferecer aos usuários novas maneiras de promover o conteúdo de outras pessoas na rede de compartilhamento de fotos -- um impulso que pode aumentar o engajamento, mas abrir a porta para mais desinformação viral.

A unidade que faz parte do Facebook disse nesta terça-feira que dará aos usuários a opção de adicionar um sticker de “recompartilhar” no topo dos stories do Instagram, que consiste em posts efêmeros de fotos e vídeos. Adicionar a função permitirá que outras pessoas vejam uma lista de postagens que foram visualizadas, salvas ou publicadas na última hora pelo usuário.

Vishal Shah, chefe de produto do Instagram, disse em entrevista que a empresa está tentando tornar o conteúdo repostado mais interessante para o público, que normalmente prefere ver posts originais nos stories do Instagram. No final do ano passado, a empresa testou desativar a função de compartilhar novamente postagens dos stories.

“Achamos que recompartilhamentos são importantes”, disse Shah. “Achamos que eles ainda deveriam existir, mas que as pessoas deveriam realmente deliberar sobre quando os usarão.”

No mês passado, o Instagram também anunciou que estava fazendo experiências para oferecer a mais usuários a capacidade de adicionar links aos seus stories. De acordo com as regras atuais, apenas usuários com contas verificadas, páginas de negócios ou com alto número de seguidores podem postar links em seus stories. Outros usuários podem colocar links em suas biografias.

Adicionar links também pode criar mais oportunidades para que o Facebook e o Instagram sejam usados para espalhar desinformação. Durante a pandemia, influenciadores em redes sociais espalharam dúvidas sobre as vacinas contra Covid-19 por um ano, antes que o Facebook tomasse medidas significativas. A desinformação quanto ao novo coronavírus foi particularmente maior nas redes sociais, onde publicações que despertam emoções têm mais chance de serem vistas por mais usuários.

O Facebook começou a tomar medidas mais fortes contra a desinformação da Covid-19. Em maio, a empresa disse que removeu mais de 18 milhões de posts em sua rede social principal e no Instagram por violarem sua política sobre desinformação em relação à pandemia.

Shah disse que a empresa avaliará a disseminação de informações incorretas à medida que testa a nova função.

More stories like this are available on bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2021 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos