Mercado fechado
  • BOVESPA

    122.038,11
    +2.117,11 (+1,77%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.249,02
    +314,12 (+0,64%)
     
  • PETROLEO CRU

    65,43
    +0,53 (+0,82%)
     
  • OURO

    1.834,60
    +3,30 (+0,18%)
     
  • BTC-USD

    58.137,82
    -901,52 (-1,53%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.480,07
    +44,29 (+3,08%)
     
  • S&P500

    4.232,60
    +30,98 (+0,74%)
     
  • DOW JONES

    34.777,76
    +229,26 (+0,66%)
     
  • FTSE

    7.129,71
    +53,54 (+0,76%)
     
  • HANG SENG

    28.610,65
    -26,85 (-0,09%)
     
  • NIKKEI

    29.357,82
    +26,42 (+0,09%)
     
  • NASDAQ

    13.738,00
    +28,25 (+0,21%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3703
    +0,0037 (+0,06%)
     

Instagram revela recurso automático que filtra mensagens e comentários de ódio

Natalie Rosa
·1 minuto de leitura

O Instagram anunciou, nesta quarta-feira (21), uma nova ferramenta para ajudar os usuários na filtragem de comentários e mensagens diretas abusivas. Com o recurso, palavras, frases e emojis desrespeitosos serão filtrados automaticamente como uma forma de combate aos discursos de ódio. A novidade tem como foco celebridades e influenciadores digitais que recebem, diariamente, um grande número de mensagens indesejadas.

O filtro pode ser ativado ou desativado em uma nova seção no aplicativo do Instagram, que irá mover as mensagens ofensivas para uma pasta separada, oferecendo a possibilidade de o usuário ler ou não o conteúdo antes de apagar ou denunciar. A medida faz parte de uma série de esforços da empresa para combater a propagação de ódio na rede social.

<em>Imagem: Reprodução/jannoon028/Freepik</em>
Imagem: Reprodução/jannoon028/Freepik

Além do filtro automático, o Instagram também vai liberar uma ferramenta para ajudar os usuários a bloquearem contas novas de assediadores. Sendo assim, ao bloquear alguma conta que espalha discursos de ódio, a rede social irá bloquear também, automaticamente, qualquer conta que essa pessoa possa vir criar na sequência. De acordo com a companhia, as novidades foram projetadas em parceria com organizações que lutam contra a discriminação e o bullying.

As novidades serão liberadas em vários países ao longo das próximas semanas, mas a rede social não revelou quais seriam esses locais.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: