Mercado fechado

Instagram quer derrubar app que permite visualizar perfis privados

Felipe Demartini

Um aplicativo que permite a visualização de perfis privados por não-seguidores entrou na mira do Instagram. A rede social anunciou que vai solicitar a interrupção e retirada do ar do Ghostly, um app para Android que está ferindo a privacidade dos usuários de contas fechadas, ao mesmo tempo em que quebra pelo menos alguns dos termos de uso da API da plataforma. Por isso, a rede social está fazendo campanha para derrubar o aplicativo.

Para acessar o Ghostly, que está disponível também em português brasileiro, os usuários devem compartilhar suas credenciais de acesso ao Instagram e convidarem um amigo para que ele faça o mesmo. É assim, inclusive, que o app obtém acesso aos perfis privados — ao criar uma base com um bom número de usuários da rede social, ele acaba tendo acesso às contas fechadas a partir dos próprios interessados que foram autorizados a seguir aquela pessoa específica.

O software ainda tem uma espécie de modo degustação, permitindo que um único perfil fechado seja visualizado sem a necessidade de login, com o cadastro sendo uma forma de manter os stalkers ligados à plataforma. Com o uso constante, os usuários acabam encontrando as formas usadas pela plataforma para se monetizar, como a exibição de anúncios em vídeo ou o pagamento de assinaturas para ampliar o limite de visualização de contas privadas.

Ghostly usa os perfis dos próprios cadastrados para acessar contas ocultas, liberando o acesso a todos os outros (Imagem: Reprodução/Felipe Demartini)

De acordo com os dados disponíveis na Play Store, o Ghostly foi lançado em abril deste ano e, até o momento de publicação, já teria ultrapassado a marca dos 500 mil downloads. O software tem versão apenas para Android, não estando disponível na App Store ou contando com uma edição para PCs.

Em nota oficial, o Instagram afirmou que a solução rompe seus termos e faz mau uso de recursos que estão disponíveis em sua API oficial. Por isso, fará um pedido oficial para que a equipe do Ghostly interrompa o funcionamento do serviço, enquanto estuda a tomada de medidas adicionais contra o desenvolvedor da solução.

A empresa também pediu que os usuários façam o mesmo: interrompam o uso e desativem o acesso a qualquer aplicação que faça uso irregular de credenciais ou dados de acesso. O Instagram também lembrou que é proibido, segundo suas normas, vender ou transferir a utilização de seu perfil para terceiros, seja qual for a finalidade desejada por eles.


Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: